Rio Branco, Acre,


Sem abrir mão de apoiar Neri, Cameli deve ficar sem partido para evitar ‘cabo de guerra’ no PSDB

Quem vai vencer esse jogo de xadrez aí é outra história. Ganha quem melhor mexer as pedras no tabuleiro

Cabo de guerra
O governador Gladson Cameli não deve adotar um novo cabo de guerra no PSDB. Já que ele não abre mão da pré-candidatura da prefeita Socorro Neri, ficar sem partido é o melhor caminho, não lhe causaria nenhuma dor de cabeça com “aliados” uma vez que, assim, todos poderiam tocar seus projetos políticos independentes do Palácio Rio Branco.

Outra história
Quem vai vencer esse jogo de xadrez aí é outra história. Ganha quem melhor mexer as pedras no tabuleiro. O Palácio Rio Branco e a Prefeitura da Capital são duas máquinas gigantescas nesse processo, saber movimentá-las dentro da legalidade eleitoral é um ingrediente poderoso no processo.

PUBLICIDADE

2022 é outro jogo
Na atualidade, é preciso viver um dia de cada vez. As eleições municipais terão seu peso no cenário político, mas, 2022 é um outro jogo, outro processo. O Palácio terá tempo suficiente para montar seu time.

Revisão
Como um carro, o governo, a gestão, o cenário político vão exigir uma revisão geral no motor. Ai, com calma, e sabendo quem é quem, Cameli poderá montar suas peças e estabelecer um novo cenário de gestão fazendo, é claro, política, o que estará em jogo é a renovação de seu mandato.

Revelação
Uma coisa é certa, a pandemia, na qual, o chefe do executivo entrou de cabeça para amenizar seus efeitos na saúde pública e na economia, revelou quem é quem no jogo. Em todos os aspectos, desde a base aliada na Assembleia Legislativa, quanto nos setores estratégicos.

Desenho
A Casa Civil tem hoje um desejo perfeito desse cenário, deve ser uma das engrenagens fundamentais nessa formatação. Porém, uma coisa é certa, diante da decisão de apoiar Socorro Neri se perder o jogo, a situação será bem mais complicada.

MDB/PT e PCdoB
Será que o pré-candidato a prefeito de Rio Branco, Roberto Duarte sabe da aliança entre MDB, PT e PCdoB no Bujari? Ele que critica tanto a escolha de Cameli em apoiar Socorro Neri em Rio Branco.

Afinadas
A pré-candidata Toinha Vieira e a empresária Charlene Lima estão afinadíssimas nas estratégias que serão adotadas nas eleições de Sena Madureira. Como diz o velho ditado, ambas, sabem onde as andorinhas dormem, não subestimem a capacidade política dessas guerreiras.

Fortalecimento
Se confirmarem as pré-candidaturas nas principais cidades do Acre, teremos um time de mulheres fortes concorrendo nas eleições municipais. Fabrícia Sá no Bujari, Toinha em Sena Madureira, Leila Galvão em Brasileia, Fernanda Hassem concorrendo a reeleição e Carla Veloso por Xapuri. Temos ainda a advogada Joana D´arc concorrendo em Plácido de Castro.

Turismo
O turismo de Plácido de Castro ganhará um plus a mais. O governador Gladson Cameli garantiu a pavimentação da estrada de acesso a Vila Evo Moralis. Técnicos e engenheiros do Deracre trabalham na elaboração do projeto.

Advogado
O pré-candidato Carlos Vinícius que concorre a uma vaga na prefeitura de Xapuri, precisa alinhar seu discurso para o extrativista, a população mais carente. Não é com oratória do direito que ele conquistará votos dessas classes.

06 de agosto
A comemoração do aniversário da 06 de agosto esse ano será praticamente zero. Com os impactos da covid-19, pouco ou quase nada poderá ser feito para comemorar os 116 anos de fundação do bairro, o mais antigo de Rio Branco.

De varadouro a bairro
A história do bairro 6 de Agosto se confunde com o surgimento da própria capital Rio Branco, por ter sido palco de batalha da Revolução Acreana, em 1902. O bairro surgiu a partir de um varadouro que ligava os seringais Catuaba e Volta da Empreza e por onde circulavam comboios de mulas trazendo e levando borracha e aviamento para as colocações. Por esse varadouro, Plácido de Castro atacou os bolivianos no Igarapé da Judia, em 1902.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up