Rio Branco, Acre,


Mário Frias ataca Adnet e responde crítica de pré-candidato do PSOL

Humorista lançou uma paródia que ironiza as relações do presidente Jair Bolsonaro com investigados; assista o vídeo

Após atacar Marcelo Adnet por causa de uma paródia feita pelo humorista sobre campanha do governo federal, o secretário especial de Cultura, Mario Frias, respondeu em tom de ameaça um comentário do pré-candidato à prefeitura de Niterói pelo PSOL, Flavio Serafini: “Cuidado com a PF…”, escreveu Frias no Twitter.

Antes, no Instagram, o secretário já criticara Adnet: “Garoto frouxo e sem futuro (…) Bobão”, entre outros ataques e xingamentos.

PUBLICIDADE

Na quinta-feira (3), a Secom lançou uma campanha chamada “Um povo heroico”, que conta com a participação de Frias. No dia seguinte, Adnet lançou um vídeo em que fazia paródia da nova peça publicitária do governo e ironizava as relações do presidente Jair Bolsonaro com figuras como o advogado Frederick Wassef e o ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz.

No Twitter, Serafini disse que o “ex-ator de Malhação” foi nomeado para participar da campanha porque “nenhum artista quis queimar seu filme ao lado de Bolsonaro”. Em seguida, afirmou: “(Mario Frias) fez uma crítica profunda e contundente ao Marcelo Adnet, eu diria arrasadora mesmo. Chamou ele de: BOBÃO”.

Foi então que o secretário respondeu: “Cuidado com PF…”.

A Secretaria de Comunicação (Secom) da Presidência também criticou o humorista Marcelo Adnet. No canal institucional da Presidência no Twitter, a Secom escreveu que “há quem prefira parodiar o bem e fazer pouco dos brasileiros”.

View this post on Instagram

Presidente no Arquivo Confidencial

A post shared by Marcelo Adnet (@marceloadnet0) on

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up