Rio Branco, Acre,


Tribunal do Júri condena matador de facção criminosa a mais de 22 anos de prisão

Romário Costa da Silva, de 22 anos, foi assassinado em 2017 no bairro João Eduardo I que ocorreu no dia 7 de setembro de 2017

O conselho de sentença da 2ª Vara do Tribunal do Júri e Auditoria Militar acatou a tese do Ministério Publico do Estado do Acre (MPAC), nesta segunda-feira (28), e condenou Wesley Almeida Ferreira – Alemão, como é mais conhecido –, pelo assassinato de Romário Costa da Silva, de 22 anos, que ocorreu no dia 7 de setembro de 2017. A pena é de 22 anos e 8 meses e deve ser cumprida em regime fechado, sem direito de recorrer da sentença.

LEIA MAIS: Condenado a mais de um século de prisão, “matador” do B13 volta a ser julgado no AC

PUBLICIDADE

Saymon Wallace Fonseca do Nascimento foi absolvido do caso, mas permanece preso por outras condenações que somam mais de 136 anos de cadeia [Foto: Ascom/PCAC]
Saymon Wallace Fonseca do Nascimento acabou absolvido de ser comparsa no crime, mas permanece preso porque já foi condenado a mais de 136 anos por outros crimes, incluindo homicídios. Ele havia fugido da penitenciária Francisco de Oliveira Conde (FOC) no dia 20 de janeiro deste ano, com mais 25 detentos, mas foi recapturado em 15 de junho. Tanto Wesley como Saymon são apontados como principais matadores de uma facção criminosa do Acre.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up