Rio Branco, Acre,


Energisa Acre completa 2 anos com investimentos no fornecimento de energia elétrica para a população

Desde 2018, já foram investidos R$378 milhões em todo o estado

Grandes obras realizadas para aumentar a disponibilidade e melhorar a qualidade do fornecimento de energia elétrica são as maiores marcas da atuação do Grupo Energisa no Acre nos últimos dois anos. Desde 2018, já foram investidos R$378 milhões em todo o estado.

Os recursos foram aplicados na construção de redes de distribuição, subestações, manutenções preventivas, regularização de ligações, reformas, automações de instalações e equipamentos de rede para levar conforto e bem-estar à população na capital e interior.

Avenida Castelo Branco, em Senador Guiomard/Foto: ascom

Ainda em 2019, a Energisa Acre investiu cerca de R$ 35 milhões em duas novas subestações. A subestação Alto Alegre, localizada em Rio Branco, aumentou a disponibilidade energética em cerca de 30% na Capital, Porto Acre, Bujari e a Vila do V. Já a subestação de Epitaciolândia duplicou a capacidade de fornecimento de energia para a população e está contribuindo para o desenvolvimento econômico da região do Alto Acre que é formada pelos municípios de Xapuri, Brasiléia, Epitaciolândia.

Epitaciolândia/Foto: ascom

Além disso, cerca de R$ 94 milhões foram destinados à interligação de locais atendidos por sistemas isolados nas regiões de Manuel Urbano e Assis Brasil, que foram conectadas ao Sistema Interligado Nacional (SIN) até o fim deste ano, beneficiando mais de 17 mil pessoas.

A subestação em Assis Brasil e as 380 torres e 110km de linha de Distribuição que conectam o munícipio ao SIN foram inauguradas no dia 8 de dezembro.

O objetivo da Distribuidora é potencializar a capacidade de fornecimento de energia para todas as classes de consumo: industrial, comercial, residencial e rural, além de criar condições favoráveis para novos investimentos locais e ainda contribuir para o desenvolvimento econômico e social.

subestação de Manoel Urbano/Foto: ascom

A inauguração da subestação de Manoel Urbano ocorreu no dia 15 de dezembro. O empreendimento vai triplicar a oferta de energia na região. Ao todo, são 297 torres e 90km de linha de Distribuição para interligação ao SIN.

Atualmente, o município também conta com o fornecimento de energia a partir da usina termoelétrica que tem limitação no suprimento de energia para o município e região. A ativação da nova subestação vai eliminar essas restrições de fornecimento e ainda vai reduzir as emissões de gás carbônico e a eliminação do consumo de óleo diesel usados na geração de eletricidade.

“Construímos novas linhas de distribuição e subestações e, com isso, vamos triplicar o fornecimento de energia para essas regiões, possibilitando que novos negócios se instalem e gerem empregos e desenvolvimento”, explica José Adriano Mendes Silva, diretor presidente da Energisa Acre.

A Energisa Acre também possui um projeto que prevê a interligação do Sistema Juruá ao Sistema Interligado Nacional (SIN). As obras para interligação dos municípios de Feijó e Tarauacá devem finalizar em 2023 e para Cruzeiro do Sul em 2025. Atualmente no Acre, 11 municípios são abastecidos por energia termoelétrica e após a conclusão das obras de interligação ao SIN a quantidade será reduzida para 4 cidades.

Projeto inovador leva energia até comunidade em Marechal Thaumaturgo

A Energisa ainda está levando um projeto inovador à Vila Restauração, comunidade ribeirinha a 70 km do centro de Marechal Thaumaturgo e situada na Reserva Extrativista do Alto Juruá. A localidade possui 180 imóveis e os 750 habitantes só têm acesso à energia elétrica por cerca de quatro horas por dia, proveniente de um gerador a diesel custeado pela própria população e a prefeitura.

A partir de 2021 será iniciada a obra de instalação de um sistema de geração solar fotovoltaica e baterias que armazenarão energia, garantindo, assim, um fornecimento ininterrupto ao longo do dia e da noite.

Os desafios para o desenvolvimento da obra são vários, inclusive, o envio de equipamentos, já que para chegar ao local, um dos mais remotos do país, são necessárias viagens de até 8 horas em pequenas embarcações, a partir de Marechal Thaumaturgo.

“Os moradores da comunidade terão acesso a uma melhor qualidade de vida, podendo armazenar seus alimentos e medicamentos, investir em negócios, além de terem acesso a informação e entretenimento. Esse projeto está em linha com os valores da Energisa, de universalizar o acesso a um serviço básico, que é a energia elétrica ”, explica o diretor presidente da Energisa Acre.

Projeto Mais Luz Para a Amazônia/Foto: ascom

Projeto Mais Luz Para a Amazônia

O Programa Mais Luz para a Amazônia tem o objetivo de promover o acesso à energia elétrica, limpa e renovável, para a população brasileira localizada nas regiões remotas dos estados da Amazônia Legal.

A Energisa Acre realizará 1.368 ligações entre 2021 e 2022 e, para isso, está realizando a primeira etapa do projeto, de avaliação das áreas a serem atendidas para implementar as soluções mais adequadas.

A Distribuidora está comprometida em impulsionar o desenvolvimento sustentável das comunidades, que são, em sua maioria, ribeirinhas e indígenas. A chegada da eletricidade também vai diminuir a vulnerabilidade social e econômica dessas famílias, melhorando a qualidade de vida delas.

Energisa Manoel Urbano/Foto? ascom“Essas iniciativas além de aproximar a empresa da população incentivam a sustentabilidade ao combater o desperdício de energia elétrica através da substituição de eletrodomésticos antigos por modelos mais novos e eficientes”, conclui José Adriano Mendes Silva.

De acordo com o diretor-presidente da Energisa Acre, José Adriano Mendes Silva, em geral, são áreas que dependem de uma logística complexa, aonde se chega apenas de barco, sendo necessário considerar o período seco e o de chuvas, além da navegabilidade dos rios.

“Nosso compromisso é levar energia solar fotovoltaica para aquelas pessoas que estão em regiões distantes, com acesso restrito e que vivem em harmonia com a floresta. Dessa forma, contribuiremos para a integração e a melhoria da qualidade de vida dos acreanos dessas comunidades”, afirmou Adriano.

O executivo acrescenta ainda que a primeira etapa do projeto já está sendo realizada com avaliação de imagens de satélite com mapeamento georreferenciado, e com visitas nessas regiões para cadastramento, diagnóstico socioeconômico e modelagem das soluções que serão feitas por fornecedores especializados na tecnologia de energia fotovoltaica.

Avenida Santos Dumont, em Epitaciolândia/Foto: ascom

Programa de Eficiência Energética leva informação e serviço para população

Iluminação pública, troca de geladeiras e lâmpadas mais eficientes, além de ações educativas que estimulam boas práticas esse são algumas das iniciativas lideradas pelo Programa de Eficiência Energética no Acre.

Uma de suas frentes é a modernização e a eficientização da Iluminação Pública, realizando a troca de lâmpadas de vapor de sódio por lâmpadas de LED mais econômicas e eficientes, proporcionando benefícios à população com a melhoria da iluminação das vias e possibilitando economia de energia na fatura dos municípios contemplados. 

Em 2019, o projeto contemplou as cidades Rio Branco e em Cruzeiro do Sul iluminando a estrada dos respectivos aeroportos, além dos principais parques, avenidas, praças e pontes. Em setembro de 2020, as obras nos municípios de Mâncio Lima, Senador Guiomard, Epitaciolândia e Brasiléia foram entregues pela Energisa Acre.

Por meio do Projeto Nossa Energia, a Distribuidora já visitou 11 municípios e realizou a troca de 800 geladeiras antigas por aparelhos mais novos e que consomem menos energia, além de 17 mil lâmpadas por equipamentos mais eficientes. O projeto também inclui ações educativas que estimulam boas práticas de consumo de energia, combate ao desperdício e dicas de segurança.

“Essas iniciativas além de aproximar a empresa da população incentivam a sustentabilidade ao combater o desperdício de energia elétrica através da subst“Essas iniciativas além de aproximar a empresa da população incentivam a sustentabilidade ao combater o desperdício de energia elétrica através da substituição de eletrodomésticos antigos por modelos mais novos e eficientes”, conclui José Adriano Mendes Silva.ituição de eletrodomésticos antigos por modelos mais novos e eficientes”, conclui José Adriano Mendes Silva.

José Adriano/Foto: ascom

Programa Geração Energia

O projeto Geração Energia selecionou na primeira fase 500 jovens de 16 a 29 anos do Acre em situação de vulnerabilidade social – com carências sociais, econômicas e culturais – para receber qualificação profissional. O projeto é promovido pela Energisa em parceria com Senai e Unesco.

Na segunda fase 135 foram selecionados para cursos de capacitação e poderão ser contratados para trabalharem na distribuidora de energia do estado. Na sua fase final, estão sendo oferecidos treinamentos técnicos e de qualificação profissional os jovens que estão realizando os cursos de: técnico em eletrotécnica, eletricista e assistente administrativo

Em 2020, a Energisa Acre entregou 40 computadores para alunos que estavam enfrentando dificuldade em seguir com o curso por conta da pandemia da Covid-19. Por meio dos equipamentos doados os jovens poderão acessar os treinamentos oferecidos pela Distribuidora através da modalidade EAD.

Energisa na Comunidade/Foto: ascom

Energisa Acre durante a pandemia

Mesmo durante uma das maiores crises sanitárias já enfrentadas pela humanidade, a Energisa realizou ações no Estado. A empresa disponibilizou 11 aspiradores portáteis ao Hospital da Criança para pacientes com baixa imunidade seguirem em tratamento em casa, liberando leitos novas internações. Além disso, foram doadas máscaras e cestas básicas para o governo do estado, prefeitura da Capital e entidades filantrópicas num total de 21 toneladas de alimentos, além de materiais de higiene para o Educandário Santa Margarida, Lar Ester e Lar dos Vicentinos.

subestação de Manoel Urbano/Foto: ascom

Avenida Castelo Branco, em Senador Guiomard/Foto: ascom

Epitaciolândia/Foto: ascom

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up