Rio Branco, Acre,


Bolsonaro: “Não vou dizer que eu sou um excelente presidente”

Declaração do presidente ocorre depois de divulgação de pesquisa que registrou aumento da rejeição ao governo e crise na saúde

Ao conversar com apoiadores nesta terça feira (19/1), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse saber que não é um “excelente presidente” e que tem muita gente querendo voltar ao que era antes de ele ter assumido o cargo.

A fala do presidente ocorre depois de intenso desgaste nas redes sociais devido à gestão da pandemia da Covid-19, ao caos na saúde no Amazonas, à perda de espaço nas redes sociais e à divulgação da pesquisa XP/Ipespe, na segunda-feira (18/1), que apontou aumento da rejeição ao governo.

“Não vou dizer que eu sou um excelente presidente. Mas tem muita gente querendo voltar o que eram os anteriores. Já reparou? É impressionante. Estão com uma saudade de uma… [Não concluiu a frase]. Estamos cumprindo uma missão aqui”, disse Bolsonaro.

A rejeição ao governo de Bolsonaro subiu de 35%, em dezembro do ano passado, para 40% em janeiro deste ano. Esse percentual equivale à quantidade de pessoas que consideram o governo ruim ou péssimo.

O percentual dos que aprovam o governo e consideram a gestão de Bolsonaro ótima ou boa caiu de 38% para 32%.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up