Rio Branco, Acre,


Cheia, dengue, pandemia e crise migratória: a quarta é mesmo cinza no Acre

É cansativo pensar o que esse pequeno estado onde o vento faz a curva está enfrentando ao longo dos últimos meses. Mas vai passar!

O Acre vive, certamente, uma das suas mais cinzas quartas-feiras. O Carnaval termina como começou: em preto e branco, sem vida e cheio de dor e preocupação.

A alegria do Carnaval em 2020 abriu alas para um ano cheio de dor, de incertezas e muitas perdas. Não bastasse, o Acre enfrenta ainda uma crise migratória em sua fronteira com o Peru, cheia nos principais rios e ainda a epidemia de dengue. É cansativo pensar o que esse pequeno estado onde o vento faz a curva está enfrentando ao longo dos últimos meses. Mas vai passar!

A foto de capa é do fotojornalista Juan Vicente Diaz

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up