21 C
Rio Branco
13 maio, 2021 10:56 pm

Mulheres que venceram o câncer de mama celebram projeto Canomama

POR BETH PASSOS, PARA CONTILNET

E-mail: [email protected]
Instagram: @beth_news_
Facebook: Beth News

Linda, doce e a gentileza em pessoa, Larissa Martinello foi aniversariante do dia 10. Desejo vida longa, bênçãos e muito suce$$o sempre, amiga. Na foto com os filhos e o marido Eduardo Nogueira.

A bela Lawany Wieck, fez aniversário dia 2 de março. Ela mora atualmente em Eindhoven, Alemanha, e a tia Veracilda Hölscher fez questão de registrar. Happy Birthday!

Os alunos da escola Dom Bosco estão precisando de ajuda e mobilização de todos em prol da própria sobrevivência com doação de cestas básicas.

Para que a campanha solidária (arrecadação de sacolões) alcance o máximo de alunos, é necessária a parceria de todos os profissionais como também, de amigos e familiares para uma ação coletiva a ser realizada até o dia 31 de março, na Paranorte, Leilo Marca e Rancho Porta do Céu.

A história do Brasil está cheia de mulheres importantes e incríveis que marcaram sua época. São índias, brancas, negras, mulatas cheias de garra que fizeram a diferença na paz e na guerra. Chiquinha Gonzaga é uma delas. Neta de escravos. Seu pai a casou quando tinha 16 anos, mas ela se revoltou contra o maltrato do marido e o abandonou.

Pianista autodidata, passa a compor obras e chama atenção dos produtores da época. Em 1884, estreia a opereta “A Corte na Roça”, sob sua regência e isso a tornou a primeira maestrina brasileira.

Do mesmo modo, se engaja na luta contra a escravidão, os direitos autorais e femininos. Recusa a publicar suas partituras sob pseudônimo masculino e escandalizava a sociedade com sua vida amorosa chocante para os padrões da época.

Chiquinha Gonzaga soube dar um toque brasileiro aos ritmos europeus que se escutavam e dançavam como a valsa, a polca e a mazurca.

Será precursora das marchinhas de carnaval com os temas “Lua Branca” e “Ó, Abre-Alas” até hoje presença obrigatória no repertório carnavalesco.

Deixou mais de duas mil composições e dentre as quais se destacam “O Corta-Jaca”, “Atraente”, além das já citadas.

A advogada acreana Regyna Maura Santos celebrou esta semana o 5º ano do projeto Canomama, que é a primeira equipe brasileira de Dragon Boat, formado por mulheres que venceram o câncer de mama.

A capitã da equipe é Larissa Lima responsável pelo resgate da autoestima das guerreiras que segue, juntas, no mesmo barco, remamos com amor, companheirismo e celebrando a vida.

Com a proximidade da aniversário de 60 anos de carreira, Maria Betânia faz poemas durante a pandemia, encarou medo de gravar álbum de músicas inéditas, fez uma live arrebatadora, que nos lembrou por que ela é uma das maiores intérpretes da MPB. Ela foi convidada para ser a capa da volta da revista ELLE Brasil.

O ensaio completo de Bethânia e entrevista exclusiva falando sobre sua fé́, fidelidade à psicanálise, a conexão com Caetano e sua relação com a moda.

Sempre linda a estilista acreana Dhay Modara em belíssimo ensaio no Rio Croa, no vale do Jurúa. Ela reside atualmente em Santa Catarina.

O casal Gilson e Celina Maia curtindo a lua de mel na praia de Morro Branco, no Ceará.

Novos modelos de capacetes já estão no mercado, e se você os usar estará protegido contra qualquer vírus que virão nos visitar, até porque novas pandemias já estão programadas no calendário festivo dos Humanos gerando muitos cifrões em todas as moedas.

Escolha seu modelo, e olha só que bacana eles vão higienizar com muita elegância. Já vem com filtros, bateria, ventiladores de dupla velocidade, cabo usb, enfim uma maravilhosa cápsula para cabeças ocas.

Por apenas U$ 299 dólares, você também pode viver como se estivesse em Marte, não é incrível?

Se eles se tornarem obrigatórios nos próximos meses, não será nenhuma surpresa, não é mesmo. Marcianos?

Decadence avec eleganze… O slogan do novo normal é “Stay Safe” (Fique seguro)!

Ceiça Fernandes realizou animado baby chá para o filho Miguel que chegará ao mundo no início de abril.

Quando ouvimos a palavra permanente o que vem a cabeça? Cabelos volumosos e cheios de vida que conquistou mulheres do mundo afora nos anos 80 e 90. Como estamos na tendência de exaltar as diferentes texturas capilares, e não só o cabelo lisão de prancha, o permanente está voltando com tudo em 2021. A superstar Jennifer Lopez já aderiu.

A cantora gospel Natani Santos surpreendendo com voz maravilhosa em seu canal no Youtube. Vale a pena a inscrição.

On Line

*Em 1912 morreram 1500 pessoas no naufrágio do Titanic. Até hoje ficamos chocados com tantos mortos dessa tragédia histórica. Quarta-feira, no Brasil, morreram 2,349 pessoas vítimas de Covid, e amanhã pode ser mais. Tem gente normalizando esse fato trágico.

*Desde o dia 9, a segunda fase da flexibilização do decreto governamental durante a Bandeira Vermelha, permitiu que as academias de ginástica, clubes esportivos, de lazer, e similares e bares estão autorizados a reabrirem para atendimento ao público com 20% de suas capacidades. O funcionamento é permitido das 5 às 22h, mas a venda de bebidas alcoólicas fica restrita até às 20 horas.

*Quem pensou que barraco era só no programa Casos de Família, do SBT, se enganou, a lavação de roupa suja da família real dando muito o que falar em todo o planeta. E pensar que há séculos tudo continua igual. Só acho que ao invés da Megan e o príncipe Harry irem ao programa da Oprah, deveriam ter ido mesmo era no da Cristina Rocha. OH MY GOOD!!!

*Ao que tudo indica, a delegação brasileira que foi a Israel, apresentar o spray nasal, ao menos deve ter aprendido a usar máscara. Vergonha alheia meu pai amado!!!

*A oficina “Dança-Confinamento: Memórias e Processos da Criação da Microperformance” está com inscrições abertas. O projeto foi financiado pelo Governo Federal por meio da Lei Aldir Blanc através da Fundação Garibaldi Brasil em parceria com o Nois da Casa. Segue o link com informações mais detalhadas. https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScCZ3kLIlCd78zFFJY4lRDBqfeRhVRdxvwMkRKVGm-hphjB9A/viewform

*E o PIB? O fim da Ancine? Dos direitos trabalhistas? E o Queiroz? Quem matou Marielle? E Adriano? E as rachadinhas? A invasão das terras indígenas? A Amazônia? A entrega da Petrobras? O dólar? A gasolina? E tudo mais… perdemos o tempo? Será que perdemos de vez o bonde e a coragem?

*Não sou a favor de violência, nem a aprovo, mas, que inveja estou sentindo do povo paraguaio. Unidos para cobrar eficiência do governo no combate a pandemia, enquanto isso, por aqui o governo finge que governa e povo finge que acredita. Deus me Free!

*Sem controle sem vacina, sem previsão, sem emprego, sem soberania, sem fiscalização, sem pesquisa, sem investimento, sem justiça, sem auxílio, sem leis, sem oposição, sem imprensa independente, sem governo, sem revolta, sem lenço e documento e também sem vergonha. São seis mil cargos civis ocupados por militares. A Venezuela e a Argentina, duas economias quebradas, estão bem melhores que nós.

*Pior que a pandemia do Corona vírus, é a pandemia da alienação, do ódio, da neutralidade, da desfaçatez. A humanidade já está isolada faz muito tempo.

Tecnologia

Passei uma hora no banco com meu pai, pois ele teve que transferir um dinheiro. Eu não pude resistir a mim mesma e perguntei —

—”Pai, por que não ativamos seu banco pela Internet?” —

— “Por que eu faria isso?” — Ele perguntou.

“Bem, então você não terá que passar uma hora aqui para coisas como transferência. Você pode até fazer suas compras online. Tudo será tão fácil!”

Eu estava tão animado em iniciá-lo no mundo do Internet banking.

Ele perguntou: — “Se eu fizer isso, não terei que sair de casa?” —

—”Sim!” — Eu disse.

Eu disse a ele que até os alimentos podem ser entregues na porta agora com a Amazon!

Sua resposta me deixou sem palavras.

Ele disse: “Desde que entrei neste banco hoje, encontrei quatro dos meus amigos, conversei um pouco com o pessoal que agora me conhece muito bem.

Você sabe que estou sozinho, esta é a companhia de que preciso. Gosto de me arrumar e ir ao banco. Tenho bastante tempo, é o toque físico que anseio.

Dois anos atrás eu adoeci. O dono da loja de quem compro frutas veio me ver e sentou-se ao lado da minha cama e chorou.

Quando sua mãe caiu alguns dias atrás durante sua caminhada matinal. Nosso dono da mercearia local a viu e imediatamente pegou seu carro para levá-la para casa, pois ele sabe onde eu moro.

Eu teria aquele toque ‘humano’ se tudo ficasse online?

Por que eu iria querer que tudo fosse entregue a mim e me forçar a interagir apenas com meu computador?

Gosto de conhecer a pessoa com quem estou lidando e não apenas o ‘vendedor’. Isso cria laços de relacionamentos.

A Amazon oferece tudo isso também?”

“Tecnologia não é vida. Passe tempo com as pessoas. Não com dispositivos.”