28.3 C
Rio Branco
23 junho, 2021 2:49 pm
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Apesar da versão oficial, há muitos boatos sobre saída de Artur Neto da Prefeitura

POR RORAIMA ROCHA, DO CONTILNET

ELAS EM CÁRCERE

A Defensoria Pública do Estado é sem dúvida um dos órgãos que mais olham para as pessoas pobres, à margem da sociedade, e sem que esse olhar se dê de maneira preconceituosa. Um exemplo disso é o projeto “Elas em Cárcere”, que a instituição está encampando. Por dele estão arrecadando produtos de higiene pessoal para serem distribuídos para mais de 350 mulheres presas nas unidades de Rio Branco, Tarauacá e Cruzeiro do Sul.

HUMANIZAR PARA RESSOCIALIZAR

Vale lembrar que por conta da pandemia, as presidiárias não estão recebendo mais visitas, o que dificulta o acesso a produtos básicos. Essa iniciativa tem as mãos da Dra. Simone Santiago, que coordena a DPE e vem fazendo um excelente trabalho, também de humanização. Para ressocializar, é necessário dar um mínimo de dignidade e oportunidade para que essas mulheres trilhem um novo caminho longe do crime.

ETERNO

O Brasil perdeu um dos maiores nomes do humor, do teatro e do cinema. Paulo Gustavo era querido por brasileiros das mais diversas ideologias, as redes sociais foram inundadas por manifestações de carinho e pesar por sua partida. Será símbolo desse momento de dor que enfrentamos com mais de 400 mil vítimas da Covid-19, mas também de esperança, pois amou a vida e trouxe alegria para muitos de nós.

INADMISSÍVEL

A morte do ator não foi por acaso. Pouco antes de ser internado ele utilizou suas redes sociais para indagar, “Meu Deus, cadê a vacina?”. É inadmissível que ainda tenhamos 3 mil mortes diárias no país sendo que já existe o imunizante.

OS CULPADOS

Como bem disse o escritor Paulo Coelho, quem matou Paulo Gustavo foi quem disse que: é só uma gripezinha; não passa de 200 mortes; cloroquina resolve; gente morre todo dia; lockdown destrói o país; máscara nos faz respirar ar viciado; eu obedeço o comandante.

PEDIU PRA SAIR

A passagem de Artur Neto pela Casa Civil da Prefeitura durou bem menos que o esperado. A primeira baixa no primeiro escalão do velho Boca foi no coração político da gestão e deve ser vista como derrota, pois Artur era tido como o braço-direito, o líder dos demais secretários. Além de tudo, era uma das poucas cabeças pensantes entre os que rodeiam o prefeito. Vai faltar cérebro e sobrar músculos.

O MOTIVO NINGUÉM SABE

De um lado a versão oficial, de que sai por questões de saúde. De outro os boatos: uns dizem que sai por conta do baixo salário do secretariado municipal; outros que sai porque Artur percebeu que o barco afundará mais rápido do que eles imaginavam.

NOVA SECRETÁRIA

A secretária Socorro Neri mal acabou de assumir a Educação e já trouxe boas novas. Junto com o governador Gladson Cameli, anunciou que o pagamento do Prêmio Anual e Desenvolvimento Profissional – VDP, dos profissionais das escolas públicas estaduais será feito para o início de junho. A notícia joga um balde de água fria nos que estavam querendo crescer politicamente com a pauta.

LIGEIRO

Se tem uma coisa que o prefeito Bené Damasceno é esperto. O homem vai se movimentando para um lado, para outro, cata uma emenda aqui, outra ali. Se dá bem com parlamentares de todos as matizes ideológicas, do PC do B até o Progresssitas. Quem vem ganhando com isso são as comunidades de Porto Acre.

PONTE DO ANDIRÁ

Nesta quarta-feira, 5, junto com Bené, o senador Márcio Bittar e o deputado Flaviano Melo, ambos do MDB, anunciaram R$ 8 milhões em emenda para a construção da ponte sobre o rio Andirá, sonho antigo dos moradores da região. Se mais prefeitos se inspirassem no trabalho do Bené, as coisas estariam melhores em muitos municípios.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.