27.3 C
Rio Branco
18 maio, 2021 11:13 am

Dados mostram menos mulheres se envolvendo em acidentes no AC, diz diretora do Detran

Natural de Cruzeiro do Sul, Taynara Martins tem que cuidar de uma frota de 366 mil carros

POR TIÃO MAIA, PARA CONTILNET

No terceiro dia útil deste mês, o Departamento de Trânsito do acre (Detran-AC) relançou a campanha “Maio Amarelo”, que busca intensificar a conscientização dos condutores na busca pela redução de acidentes nas ruas da Capital e interior. A campanha está lançada em todo o Brasil, pelas 27 autarquias de fiscalização e controle do trânsito no país.

A campanha é realizada todos os anos nesta data, em virtude de ter sido em maio de 2011, que a Organização das Nações Unidas (ONU) decretou a Década de Ação para Segurança no Trânsito. Assim, maio se tornou uma referência mundial para realização de ações de conscientização para redução de acidentes de trânsito. O amarelo, sinal de advertência no trânsito, também simboliza a necessidade de atenção.

No Acre, o Maio Amarelo continuará sendo no formato digital para segurança de todos, como ocorreu no ano passado, face à pandemia do coronavírus. As ações educativas têm por objetivo alcançar o maior número de condutores e usuários das vias, conscientizando motoristas, motociclistas, pedestres e ciclistas, sob a ótica de que respeito e responsabilidade são necessários para alcançar um trânsito mais seguro.

Quarta mulher na história a presidir o Detran AC (as outras três foram Arnete Guimarães, Sawana Carvalho e Shirley Torres), a policial militar Taynara Martins, natural de Cruzeiro do Sul, motorista habilitada faz 12 anos, nunca se envolveu em acidentes de trânsito.

Em entrevista ao ContilNet, ela fala de sua experiência à frente do órgão:

O que acha da experiência de ocupar um cargo, como mulher, cujo nixo parece ser, em todo o país, uma exclusividade quase que masculino?

Eu sou a quarta mulher a ocupar o cargo mais importante dentro da estrutura da instituição, em 25 anos de Detran. A mulher tem uma visão mais ampla dos problemas e com o eles podem ser resolvidos. Isso agrega à gestão, traz rapidez e eficiência.

A senhora concorda com a tese de que as mulheres dirigem melhor – e por isso se envolvem menos em acidentes – que os homens? Isso é verdade ou mito?

Os dados mostram menos mulheres se envolvendo em acidentes, porém existem mais homens habilitados no Acre. Isso diz respeito às atitudes de prudência e não ao sexo.

Quais as principais dificuldades que a senhora enfrenta na direção deste órgão?Os dados mostram meno

Gerir recursos públicos é sempre uma tarefa desafiadora, mas eu sempre cumpri todos os desafios que me foram impostos durante a vida pública. Estive no policiamento rotineiro de trânsito, na Força Nacional, no Detran de Cruzeiro do Sul e agora em Rio Branco. Acredito que esta será a continuação de um trabalho que já venho desenvolvendo.

O Acreano dirige mal? Está entre os que mais provocam acidentes?

Não. Não há estatísticas nesse sentido.

Qual é a média de acidentes do Acre em relação á proporção nacional?

Em 2020, segundo dados do Portal do Trânsito, o Acre foi o estado Brasileiro que proporcionalmente mais reduziu mortes no trânsito.

Quantos veículos tem o Acre circulando em suas ruas?

Atualmente temos 300.663 (trezentos mil, seiscentos e sessenta e três) veículos na frota do estado do Acre.

Qual é a principal irregularidade de trânsito praticada pelos motoristas no Acre?

Irregularidade relacionadas à imprudência, o maior número é de avanço de sinal vermelho, mas também temos muitos registros de acidentes por excesso de velocidade e embriaguez ao volante.

Durante a pandemia, as blitz foram suspensas. Isso indica que essas medidas poderiam ser abolidas?

O que aconteceu foi uma remodelagem na forma de fiscalização, sendo direcionado os agentes de trânsito para pontos com maior índice de acidentes de trânsito com intuito de prevenção e educação.

Quando as blitz serão retomadas?

Continuaremos planejando estratégias focando na educação de trânsito através das redes sociais, investindo na sinalização horizontal e vertical, colocando nossos agentes em pontos de maior fluxos e índices de acidentes com o propósito de alcançar o nosso maior objetivo, que é preservar e salvar vidas no trânsito. Nossa atividade agora, neste mês, é o “Maio Amarelo”, com campanhas de educação no trânsito buscando maior conscientização dos motoristas.