22.3 C
Rio Branco
23 junho, 2021 9:56 pm

Mazinho terá dificuldade para imprimir seu modus operandi truculento contra o MP

Mazinho Serafim, de Sena Madureira, está na mira do Ministério Público do Estado, por supostos desvios de verbas públicas

POR RORAIMA ROCHA, PARA O CONTILNET

NOVO NINHO

O PSDB pelo visto está querendo mesmo se renovar e está apostando em quadros sem máculas na política acreana. Os novos boatos de possíveis embarques no partido dão conta que Alysson Bestene pode estar de mala e cuia e que já chegaria na janela, ocupando a presidência da sigla.

PRIVILEGIADO

Esse movimento assusta muita gente dentro e fora do partido. Alysson é muito próximo ao governador Gladson Cameli, é provavelmente candidato a deputado federal, e isso tolda as pretensões dos demais possíveis postulantes a uma vaga à Câmara Federal. Ninguém quer concorrer em disputa com presidente de partido.

NEGANDO TUDO

Em entrevista ao site ContilNet neste sábado, 8, porém, o secretário confirmou que pode ser candidato a vice-governador, e negou a possibilidade de ir para o ninho tucano. Disse ainda que suas conversas com outros partidos que não o seu, o Progressistas, são no sentido de agregar para a chapa à reeleição de Gladson Cameli. Como dizia o filósofo, a política é dinâmica. O que é hoje, pode não ser amanhã.

MAZINHO NA MIRA

O principal cabo eleitoral da candidatura do senador Sérgio Petecão (PSD) ao governo, prefeito Mazinho Serafim, de Sena Madureira, está na mira do Ministério Público do Estado, por supostos desvios de verbas públicas. Gilcely Evangelista, procuradora do MP, é a responsável pelo procedimento de investigação.

OBEDECE QUEM TEM JUÍZO

Não muito afeito ao diálogo, mas à truculência, Mazinho terá dificuldade em imprimir seu modus operandi predileto contra o Ministério Público, o da intimidação. Não pensem que isso não resvala em Petecão. Para o eleitor acreano o ditado “me diz com quem tu andas, que direi quem tu és” é quase um mantra.

VIRALIZOU

A imagem que mais viralizou na internet nesta sexta-feira, 7, da inauguração da ponte sobre o Rio Madeira foi sem dúvida a do presidente Jair Bolsonaro, com o ministro Tarcísio Gomes na garupa, em uma moto. Ambos sem máscara e sem capacete, em alta velocidade atravessaram a ponte em ato simbólico. Não faltou memes e críticas com as imagens.

JOGANDO PARA OS SEUS

Se engana quem acredita que isso de alguma forma prejudica a imagem de Bolsonaro. Muito pelo contrário, seus apoiadores idolatram justamente essas “mitadas”, que nada mais são que ações que fogem do protocolo, quebram regras sociais estabelecidas, ignoram o politicamente correto. Bolsonaro chegou onde chegou por dar voz à ignorância. Quem é de esquerda reclama, os moderados ignoram, e o seu nicho entra em êxtase com essas bobagens.

IRRESPONSABILIDADE

Impossível não creditar a Bolsonaro responsabilidade pelos mais de 400 mil mortos pela Covid-19. Um exemplo que ilustra bem isso é a forma como se comportou durante a solenidade no Abunã. Sem máscara a todo momento, o presidente estimula o cidadão comum a desrespeitar os protocolos de segurança sanitária. Seu comportamento influencia milhões de brasileiros e, como um líder, deveria pelo menos agir com responsabilidade.

NÃO “MITARAM”

Pelo menos os políticos acreanos não caíram na besteira de querer agradar o presidente e desrespeitar as orientações das entidades de Saúde do Brasil e do mundo. Procurei em diversas fotos, mas até mesmo Roberto Duarte, seguidor fiel de Bolsonaro, estava de máscara.

SERVIÇO MELHOROU

Bom final de semana ao secretário de Saúde, Frank Lima. Parece que finalmente a vacinação em Rio Branco conseguiu engrenar. As filas diminuíram e o serviço está em ritmo mais acelerado. Esperamos que siga evoluindo. Seu sucesso nessa missão fará bem a toda sociedade riobranquense. Ninguém deseja que dê errado, muito pelo contrário.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.