24.3 C
Rio Branco
27 julho, 2021 10:34 pm

“Gladson não pode desistir de comprar vacinas e autorizar pessoas a andarem sem máscaras”, diz médico

"Tomara que o governador não caia nessa ideia de não obrigar as pessoas a usarem máscaras depois de vacinadas"

POR EVERTON DAMASCENO, DO CONTILNET

O médico e infectologista Jenilson Leite (PSB) fez algumas sugestões ao governador Gladson Cameli, nesta terça-feira (22), durante sessão na Assembleia Legislativa do Acre, a respeito da compra de mais vacinas contra a Covid-19 para o Estado e sobre a desobrigatoriedade do uso de máscaras por pessoas já vacinadas.

Gladson anunciou na semana passada, em entrevista ao ContilNet, que talvez não seja necessária a compra das 700 mil doses da Sputinik V para o Acre, por conta da quantidade dita “expressiva” de imunizantes que está sendo enviada, semanalmente, pelo Governo Federal. Jenilson disse que a ideia “não é interessante”.

“Não é nada interessante a ideia do governador de não comprar mais as doses de vacina Sputinik V, por entender que é suficiente a quantidade enviada pelo Governo Federal. Se tivéssemos vacinas suficientes, não estaríamos atendendo grupos específicos, e mais da metade da população já estaria vacinada. O governo deve comprar novas doses e vacinar o quanto antes toda a população”, explicou o parlamentar.

O Acre entrou no consórcio dos Estados do Norte e Nordeste para aquisição de doses da vacina russa, mas ainda não foi beneficiado com elas, por conta de uma portaria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que concedeu autorização apenas para algumas unidades, com a possibilidade de imunizar apenas 1% de cada uma delas.

“É importante que o governo continue nessa luta para comprar mais vacinas”, comentou o deputado.

O infectologista também comentou a possibilidade da desobrigatoriedade do uso de máscaras por pessoas já vacinadas – orientação dada pelo presidente Jair Bolsonaro aos governadores e prefeitos e vista como possível pelo chefe do executivo estadual.

“Tomara que o governador não caia nessa ideia de não obrigar as pessoas a usarem máscaras depois de vacinadas. Ainda estamos no meio de uma pandemia que tem levado inúmeras pessoas. A situação ainda é preocupante e demanda todos os cuidados necessários”, concluiu Leite.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.