31.3 C
Rio Branco
24 setembro 2021 12:58 pm
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Confúcio pode surgir como o quinto elemento na corrida pelo governo, no ano que vem

POR SÉRGIO PIRES, PARA CONTILNET

Tem nome novo na corrida pelo Palácio Rio Madeira/CPA. Vai negar, seus parceiros vão dizer que é muito cedo, mas por aqui, pode-se afirmar, com certeza, de que os primeiros passos estão sendo dados e o pré-candidato já está pronto para tentar voltar ao comando do Estado. Quem é ele? Fácil. É o senador Confúcio Moura, que pode sair candidato à sucessão de Marcos Rocha, pelo MDB. O principal nome do maior partido de Rondônia já anda conversando Estado afora.

Embora a decisão deva ser oficializada muito mais lá na frente, o nome de Confúcio Moura surge cada vez mais forte para entrar na briga. Nas primeiras conversas, o atual senador, que tem tido um bom mandato no Congresso, tinha negado totalmente qualquer intenção de voltar ao poder em Rondônia. Aliás, quem o conhece e acompanha sua vida pública, sabe que essa é uma das suas características. Faz de conta que não quer, diz que tem outros planos, que prefere a renovação na política, mas, na Hora H, não corre do desafio e vai para a batalha eleitoral.

Como, aliás, já o fez várias vezes, inclusive quando se falava na sua possível candidatura ao Governo, na primeira vez que disputou. Parecia decisão definitiva. Não foi. Confúcio ouviu apelos do partido, dos correligionários, de muitos eleitores e passou a reavaliar a situação. Tudo pode mudar de novo, mas se a carruagem continuar andando na mesma direção, a foto de Moura estará, sim, nas urnas eletrônicas, como um dos concorrentes ao mesmo Palácio que ele já ocupou por sete anos e meio.

Isso significa que só aumenta a relação de pré-candidatos ao Governo de Rondônia, daqueles que têm densidade eleitoral, dentro da realidade que vivemos. A começar pelo atual comandante da administração, o coronel Marcos Rocha, que tem feito um bom governo. Certo também, nessa corrida, entra com tudo o senador Marcos Rogério. Há menos que haja uma grande mudança de rumos na nossa política, essa dupla estará certa na corrida sucessória. O jovem deputado federal Léo Moraes também sonha com a cadeira de Governador.

Está trabalhando para isso. Por fora, em função de dificuldades de ter seu nome aprovado pela Justiça Eleitoral, corre Ivo Cassol, o gringo bom de voto e também duas vezes governador. O quinto elemento, nesse momento, é Confúcio Moura. E Hildon Chaves? Esse pode ir ao Governo, ao Senado. Pode escolher e só escolherá quando o quadro estiver mais claro. Haverá, claro, muito mais nomes na corrida ao Governo. Mas já se sabe: há um time de pesos pesados na corrida pelo comando de Rondônia, a partir de 1º de janeiro de 2023.

Leia mais no blog OPINIÃO DE PRIMEIRA.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.