33.3 C
Rio Branco
13 outubro 2021 1:59 pm

Miss Cruzeiro do Sul revela trajetória ao ContilNet, abre jogo sobre disputa ao Miss AC e manda mensagem à terra natal

A reprodução dessa coluna fica proibida sem os créditos do colunista e site. A cópia desse conteúdo sem autorização gera processos judiciais.

POR DOUGLAS RICHER, DO CONTILNET

Última atualização em 28/09/2021 17:31

Siga meu Instagram e veja mais conteúdos: @douglasricher.

Formada no curso de Direito, a empresária Juliana Teixeira Rodrigues Melo, de 26 anos, está entre as 6 selecionadas para representar o Estado no Miss Universo Brasil 2021. Natural de Cruzeiro do Sul, a jovem representa a cidade natal no concurso. Atualmente, reside em Rio Branco, onde administra a Loja Môzi.

Juliana conversou com o site ContilNet e contou um pouquinho sobre sua história no Juruá, como foi a decisão de participar do Miss Acre, sua preparação e expectativas no concurso e também suas escolhas e avaliações políticas. Confira a entrevista exclusiva:

Douglas Richer: Como surgia a ideia de participar do Miss Acre?

Juliana Melo: O Miss Acre é um desejo e sonho antigo; porém, por muito tempo, eu acreditei que não tinha o perfil miss e por isso não me sentia capaz para participar do concurso, mesmo já tendo sido motivada por algumas pessoas. Depois de trabalhar o meu emocional e sentir a minha evolução pessoal, a minha chave virou e eu parei de me limitar, eu posso mais, todas as mulheres podem ser o que quiser, não há nada que impeça uma mulher de alcançar os sonhos do seu coração.

Aproveito para deixar um recado a todas as mulheres que em algum momento da vida tenham sentido o mesmo que eu: peça direcionamento a Deus, mire no seu objetivo, trabalhe duro nele, agarre as oportunidades e nunca desista no primeiro ‘não’.

Douglas Richer: Hoje, você é empresária e dedica-se a sua loja, mas soube de informações que dão conta de que você é graduada no curso de direito. Essa informação procede?

Juliana Melo: Conclui minha graduação em Direito no final de 2019. Então, comecei os estudos para prestar o exame da Ordem [dos Advogados], e logo em seguida, as provas foram adiadas devido à pandemia. Diante disso, creio que – como muitos – me vi cheia de incertezas, medos, tristezas, sem saber o que seria do nosso amanhã e, ociosa, todos esses sentimentos afloravam. Então, em abril de 2020 comecei com a loja virtual o que graças Deus deu super certo, e exatamente um ano depois abri o espaço físico. Hoje dedico meu tempo integral ao empreendedorismo, atividade que apesar de tantos desafios diários, me deixa realizada.

Douglas Richer: Como foi sua infância e adolescência em Cruzeiro do Sul?

Juliana Melo: Tenho lembranças incríveis da minha infância, sem dúvidas o meu lugar preferido no mundo é Cruzeiro do Sul, eu fui criada a maior parte da vida pelos meus avós, juntamente com os meus pais, pessoas pelas quais eu tenho grande admiração e amor, que me ensinaram desde cedo sobre princípios, respeito, responsabilidade e generosidade, tenho saudades das histórias que ouvia na infância, dos meus amigos, das idas aos Igarapés e sítios que eram sempre muito divertidas, da escola que estudei por muito tempo; São José que fica no Morro da Glória, um lugar especial e babaste conhecido no município.

Douglas Richer: Você chegou a participar de desfile de escolas, de bairro, estudantil ou descobriu essa vontade agora?

Juliana Melo: Sim, no ensino fundamental, na escola São José eu tinha 13 ou 14 anos, salvo engano, e eu não ganhei, mas lembro na época que fiquei super feliz porque fiquei em segundo lugar e por ter participado (risos).

Douglas Richer: O que você gostava de fazer quando era adolescente em Cruzeiro do Sul?

Juliana Melo: Na adolescência eu tentei ser jogadora de basquete, de vôlei, eu queria praticar um esporte (risos) e lembro bem que eu tinha tudo o que precisava para jogar, basqueteira, bola, as roupas por que os meus pais e avós sempre me apoiaram em tudo, e eu tentei por um bom tempo, mas constatei que meu talento não era para esportes (risos) então eu parei, mas até hoje acompanho pela TV quase todos os esportes.

Douglas Richer: Qual a sensação de representar sua terra Natal no Miss Universo Acre 2021?

Juliana Melo: Estou muito feliz e honrada de representar a minha terra do coração, quero com isso também, inspirar e motivar outras meninas do Juruá a participar do concurso nos próximos anos.

Douglas Richer: Caso eleita no estadual, você se sente preparada para representar o AC no Miss Brasil?

Juliana Melo: Eu sou uma mulher de desafios e, sem dúvidas, representar o nosso Estado será uma experiência única na minha vida – ainda mais por que o Acre é sempre bastante aguardado no concurso. O Brasil quer saber quem é a representante acreana (risos), me sinto preparada, e mais do que isso, carrego o senso de justiça, conheço o direito das pessoas e principalmente o das mulheres e como Miss Acre não seria diferente, quero levantar a bandeira contra o feminicídio – hoje o Acre é um dos Estados onde mais se matam mulheres, eu quero ser a voz que reúne forças para lutar contra essa realidade cruel.

Douglas Richer: Para quem vai ‘turistar’ em Cruzeiro do Sul, o que não pode deixar de visitar, comer, beber, ou qualquer coisa regional que só tenha lá?

Juliana Melo: Quem já foi a Cruzeiro e não deu uns mergulhos naqueles Igarapés de água gelada e nem provou todas as iguarias da culinária local, precisa voltar. Sem dúvidas, é o que eu gosto de fazer quando vou lá, amo os Igarapés e não deixo de vir sem comer pamonha, tapioca, bolo de macaxeira, um bom peixe assado, entre tantas outras delícias que encontramos no mercado local.

Douglas Richer: Sobre política, qual avaliação você dá para o atual prefeito, e para o seu conterrâneo, o governador Gladson Cameli?

Juliana Melo: Diante do momento sensível e delicado que vivenciamos durante a pandemia, avalio como muito boa a atuação dos gestores, tendo em vista a dificuldade que ambos enfrentaram tanto no âmbito municipal como estadual, sabemos que o Acre é um Estado com recursos limitados, principalmente no que diz respeito a saúde, acredito que o melhor foi feito, mesmo com inúmeras dificuldades.

Douglas Richer: Cruzeiro tem mulheres fortes na política, recentemente a deputada federal Jéssica Sales (MDB), foi anunciada como pré-candidata ao Senado. Você a considera uma boa representante para o Estado?

Juliana Melo: A Deputada Jéssica Sales é uma parlamentar atuante, engajada com os interesses do povo, já ouvi muitos relatos de conterrâneos satisfeitos com a atuação dela e percebi que o povo sente-se representado. Sem dúvidas, ela será uma mulher e política necessária, na luta dos direitos do povo acreano.

Douglas Richer: E você? Já pensou em seguir carreira política?

Juliana Melo: Apesar de gostar de me informar sobre a política estar por dentro de tudo que acontece – mesmo porque a política é um assunto necessário e cada vez mais importante – nunca me vi seguindo essa carreira; hoje me encontro no empreendedorismo, gerando renda e empregos e bastante feliz. Mas dizem que somos instantes, quem sabe um dia?

Douglas Richer: Hoje Cruzeiro do Sul completa 117 anos, qual mensagem você deixa os cruzeirenses e sua terra natal?

Juliana Melo: Cruzeiro do Sul de tantas belezas, minha terra, minha raiz, neste dia quero que os sonhos de todos sejam renovados, que a esperança prevaleça e que tenhamos a cada dia, mais força para lutarmos por tudo o que almejamos. Conto com a força de cada um de vocês, no dia 07 de outubro, quero ter a honra de ganhar o título de Miss Universo Acre com o a força de Cruzeiro do Sul no peito! Muito obrigada!

A disputa pelo título de Miss Universo Acre 2021 acontece no dia 7 de outubro, em Rio Branco no Gran Reserva, com organização de Meyre Manaus. Atualmente, o Acre é representado pela acreana Sayonara Moura, Miss Universo Acre 2019-2020.

Miss Universo Acre 2021
Além da cruzeirense, cinco acreanas também estão na disputada pela coroa, CLIQUE AQUI e veja as candidatas.

Confira a seguir fotos de Juliana Melo, a Miss Cruzeiro do Sul 2021:

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.