30.1 C
Rio Branco
13 outubro 2021 8:58 pm

Passageiros sugados para fora do avião: o aterrorizante caso do voo 811

Em 1989, centenas de pessoas viajavam de Los Angeles para Sydney em um Boeing 747 quando um acidente interrompeu o trajeto

POR UOL

Última atualização em 09/10/2021 10:19

À 01h52 do dia 24 de fevereiro de 1989, um Boeing 747 da United Airlines decolou do Aeroporto de Honolulu, no Havaí, com 355 pessoas a bordo, em direção a Auckland, na Nova Zelândia. O trajeto era parte do voo 811, entre Los Angeles e Sydney, na Austrália.

“A decolagem e a subida ocorreram normalmente”, contou um dos passageiros, o americano Bruce Lampert, ao programa ‘Witness History’, da BBC. “Mas em um nanossegundo houve uma explosão, uma descompressão, e tudo o que não estava preso ao chão ou a um assento estava suspenso no ar.”

“Eu lembro de ver o lustre que ficava pendurado em cima da escada que levava para a primeira classe, no andar superior, sendo arrancado”, narrou o passageiro. A porta da frente do compartimento de carga, na parte de baixo do avião, tinha se aberto em pleno voo. Ela abriu com tanta violência para o lado de cima que causou um enorme rombo na fuselagem no lado direito, onde estavam sentados passageiros da classe executiva.

Leia mais em UOL, clique AQUI! 

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.