26.3 C
Rio Branco
25 novembro 2021 8:14 pm

Corpo de Eliza Samudio é encontrado depois do envio de carta e caso ganha reviravolta

POR GEROU BUZZ

Última atualização em 25/11/2021 20:14

Caso que chocou o Brasil em 2010, assassinato brutal de Eliza Samudio. Crime que deixou o país em choque até hoje devido nunca terem encontrado o corpo da modelo e pela falta de informação.

As investigações duraram muitos anos até que o ex-goleiro do Flamengo, Bruno, confessou que foi o andante do assassinato, só para poder direito a redução penal.

Bruno e Eliza Samudio se relacionaram e a moça acabou engravidando dele. E ele não querida assumir a paternidade da criança e planejou uma emboscada para ela. E depois que passou pelo julgamento o ex-atleta foi condenado a 22 anos e 3 meses pelos crimes, assassinato, ocultação de cadáver e pelo sequestro e cárcere privado do filho Bruninho.

Contudo, após uma novidade o caso teve um novo desdobramento. Segundo a vidente Lene Sensitiva, Bruno usou um método específico para não acharem o corpo da modelo. De acordo com a paranormal, ela teve acesso às informações, porque conseguiu falar com o espírito de Eliza.

“Primeiro ele a sufocou, depois cortou partes de seu corpo e depois ele jogou soda cáustica. É por isso que o corpo dela nunca serrá encontrado. Pois, o corpo dela acabou sendo todo derretido. Não tem um vestígio”, dessa forma, afirmou ela.

Além disso, vale destacar que durante as investigações e antes de Bruno confessar ser o mandante do crime, várias suposições foram cogitadas pela polícia responsável pelo crime.

ADVOGADO DE BRUNO DIZ QUE ELIZA SAMUDIO TROCOU DE NOVO E FOI PARA FORA DO PAÍS

Sendo assim, em uma reviravolta, a defesa de Bruno chegou a apurar uma carta, que de acordo com o advogado do ex-goleiro, revelaria que Eliza Samudio não estaria morta, mas, sim, trocado de nome e fugido para a Bolívia e, depois, para a Espanha.

Aliás, o advogado ainda disse que a suposta carta teria sido escrita por um presidiário. O homem contou que a a moça queria sair do Brasil, por isso, levou Eliza até Governador Valadares. E no local, a modelo teria conseguido documentos falsos, no nome de Olívia Lima Guimarães.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.