20.3 C
Rio Branco
29 junho 2022 2:38 am
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Blog do Ton: O que Kassab deve fazer com o Acre caso o PSD não tenha candidato próprio à República

O Blog do Ton é assinado pelo jornalista Ton Lindoso, editor-chefe do ContilNet, e traz os bastidores da política acreana, comunicação e sociedade

POR TON LINDOSO, DO CONTILNET

Última atualização em 16/05/2022 16:49

Para a tristeza do senador e pré-candidato ao Governo do Acre, Sérgio Petecão (PSD-AC), seu partido ainda não tem nome – não qualquer nome, aquele nome – para concorrer à Presidência da República. Tentou com Rodrigo Pacheco, que desistiu por não decolar nas pesquisas; ensaiou flerte com Eduardo Leite, que preferiu permanecer no seu partido, o PSDB; agora encontra-se num imbróglio: o partido não tem em vista nome algum, hoje.

O presidente nacional, ex-prefeito Gilberto Kassab, ouviu as regionais para saber o que fazer. Diretórios do Acre, Rio de Janeiro, Amapá, Paraná, Rio Grande do Sul, Pará, Alagoas, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul defendem que cada um fique livre para apoiar quem preferir.

Petecão ainda não anunciou quem apoiaria. Já disse em entrevistas anteriores que preferiria mesmo um nome vindo pela sigla, para não precisar ir nem com Lula, nem com Bolsonaro. No Amazonas e na Bahia, está definido o apoio a Lula. Os cearenses, por sua vez, estão com Ciro Gomes (PDT), ex-governador do Estado. No Mato Grosso do Sul, Estado da senadora Simone Tebet, pré-candidata pelo MDB. No Paraná, a tendência é que o diretório apoie Jair Bolsonaro (PL).

Caso uma candidatura de terceira via não se viabilize, Kassab pode liberar o Acre para apoiar qualquer candidatura e isso pode ser bom ou ruim: Petecão pode se ver tensionado a anunciar apoio a um dos extremos, Lula ou Bolsonaro. Flertando com todas as forças políticas que você imaginar, o senador pode até ganhar votos. Mas pode perder também.

Gabriel Santos

Um evento no último sábado marcou o pontapé inicial da pré-candidatura de Gabriel Santos à Aleac, pelo PSB. A pré-candidatura foi abonada por Jenilson Leite, pré-candidato ao Governo e presidente municipal pela sigla. Ele usou suas mídias para tecer elogios ao jovem empresário e ativista. “Conheci o Gabriel na luta da juventude, ele soube aproveitar as oportunidades que a vida lhe deu, se formou em Direito e usa seus conhecimentos como ferramenta de luta por um Acre melhor”.

Gabriel Santos²

Mais maduro, com uma nova mentalidade, ainda mais preparado e cercado de gente boa, não tenho dúvidas de que Gabriel pode fazer uma boa campanha. Conheço o Gabriel desde os tempos de Dia do Basta, fui um dos primeiros repórteres a entrevista-lo. Nossos matches foram, já naquele momento, desde o número do celular – quase todo igual, só mudava o último dígito – até o campo ideológico. Fico muito feliz em poder registrar esse tipo de novidade. Desejo uma linda campanha, à altura de Gabriel.

Lavagem

Com as Eleições 2022 às portas, chegam informações de lavagem de dinheiro envolvendo pessoal de um grande município do Acre. É a velha política, dando as caras de dois em dois anos.

James Gomes

Muita gente veio me consultar para saber se, após impugnação, James Gomes, o inelegível ex-prefeito de Senador Guiomard, escolheria alguém de seu grupo para alçar à Aleac. Chegaram a cogitar, em mensagens, a possibilidade de Elisângela Martins – bom quadro, aliás. Ela empresta hoje sua expertise à coordenação de núcleo da SEE em Senador Guiomard.

James Gomes²

O que ninguém sabe – e que pode cair como bomba nos bastidores da política – é que James Gomes guarda a sete chaves a filiação de sua filha, Jamilly Eduarda, em um misterioso partido; e que ela, sim, pode ser a pré-candidata desse grupo. Um passarinho verde me trouxe a ficha e vi uma sigla de relance: PL? Não acreditei. É esperar para ver.

James Gomes³

As notícias de impugnação dessa candidatura vieram após nota desta coluna, o que gerou questionamentos. Amigos, eu nada tenho a ver com isso. Sou galho fraco, deixando apenas minha humilde contribuição que é a de levar aos leitores do Acre os bastidores da política.

Ataques

Alvo de ataques na web, o pré-candidato ao Governo David Hall (Agir-AC), afirma que a melhor forma de lidar com o hate na internet é ignorando. “No começo, eu sentia o baque, mas eu sempre pude contar com a minha esposa, que falava para eu não ligar. Com o tempo, eu fui ignorando essas mensagens maldosas. Eu percebi que não vale a pena você se permitir ser consumido por essa atmosfera de ódio que circunda as redes sociais”.

Veneno

“Se você está com dor na cabeça e tomar um analgésico, a dor vai passar. Mas, se tomar uma cartela inteira do remédio, irá se envenenar”. Da minha amiga Wania Pinheiro, sobre trabalhar com mídia. Que fique o alerta para os ansiosos que, no afã de viabilizar-se à essa ou àquela cadeira, acabam exagerando na dose.

Mandato de federal

Com Jéssica Sales indo para o Senado, será que a família Sales não deve emplacar ninguém na chapa de federal do MDB? O assunto é amplamente discutido nos bastidores. A família, que com certeza deve pensar nas eleições de 2024, não pode ficar sem essa cadeira. É importante para esse e qualquer projeto político.

Márcia Bittar

A pré-candidata ao Senado Márcia Bittar (PL) não é problema. Para chapa nenhuma. Quem insiste em defender isso foi para a escola da política somente para comer merenda. Ela está mais para solução, por conta da força que tem e os indicadores em volta de seu nome. Cairia como luva em qualquer chapa – e eu sei que tem muita gente de olho.

Adailton Cruz

O vereador e pré-candidato à Aleac, Adailton Cruz (PSB-AC), recebeu uma homenagem das entidades sindicais por defender a saúde pública no Acre – e à população local. Merecido. Adailton sempre foi um ferrenho defensor dessa bandeira na Câmara e como presidente do Sintesac.

Wermyson Martins

O vereador Wermyson Martins (PSDB-AC), de Assis Brasil, comemorou mais um ano de emancipação de sua cidade e disse que a cidade está em ótima fase. “Nosso município vive um novo momento e uma nova história, queremos agradecer ao governador Gladson Cameli por toda estrutura dada, também agradecer o prefeito Jerry Correia e toda Câmara de Vereadores, que vem trabalhando para querida população de Assis Brasil. Viva Assis Brasil pelos seus 46 anos”.

Todos contra um

“Estaremos todos contra o Gladson no segundo turno”. Do vice-governador Wherles Rocha, durante evento no Alto Acre.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.