29.3 C
Rio Branco
28 junho 2022 12:28 pm

Bolsonaro diz a aliados que quer preços de combustível e de gás congelados até a eleição

POR ANA FLOR, G1

Última atualização em 25/05/2022 16:55

Em reuniões internas do governo, o presidente Jair Bolsonaro tem dito a auxiliares que novas altas dos combustíveis o farão “perder a reeleição”.

Por isso, segundo apurou o blog, Bolsonaro disse que não quer novos reajustes no diesel, gasolina e gás de cozinha até a eleição, em outubro.

O governo anunciou nesta segunda-feira (23) a troca na presidência da empresa, indicando o atual secretário do Ministério da Economia Caio Paes de Andrade para comandar a petroleira. O atual presidente, José Mauro Coelho, está há pouco mais de um mês no cargo.

Coelho, escolhido pelo ex-ministro das Minas e Energia Bento Albuquerque, perdeu a sustentação ao não segurar o novo reajuste do diesel.

Bolsonaro está preocupado com o impacto do preço do diesel entre caminhoneiros, grupo que o apoia desde 2018 e que está insatisfeito.

O governo tem ainda pesquisas internas que mostram que a população joga a responsabilidade do preço dos combustíveis no presidente da República – candidato à reeleição.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 6.084 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.