Blog do Ton: Afinal, o que significa a decisão do STJ sobre a Operação Ptolomeu?

Muita coisa se fala a respeito da última decisão do STJ, a de negar os recursos oferecidos pela defesa do governador Gladson Cameli. Conversei com amigos advogados, dei uma olhada no caso e, principalmente em termos de divulgação de informações, algumas coisas precisam ficar muito claras.

Em primeiro lugar, em tese, a defesa não foi rejeitada. A Corte decidiu não entrar no mérito do problema. Achou que não era o momento; afinal, os prazos de 90 dias envolvendo afastamentos e um futuro relatório ainda estão em curso.

Em segundo lugar, haverá outros momentos para sustentação da defesa, que se sobressai quando, desde já, começa a engrossar o caldo de sua tese. Que começa a firmar-se desde agora.

E por último, mas não menos importante, a Ptolomeu ainda não deu em nada. Não existe absolutamente nada, a não ser acusações. Não há nada decidido, sobre nadica de nada. Nenhuma acusação penal se presume provada; cabe ao acusador o ônus da prova. E, nesse caso, elas ainda não existem.

INDEVIDA

A defesa do governador chama de indevida as investigações desse caso. Em nota, associaram à operação Lava-Jato, que em nada deu.

FOI PARAR NO ESTADÃO

O caso do advogado acusado de assediar uma colega dentro da OAB/AC foi parar no Estadão. Logo num dia tão importante às mulheres, a inauguração de uma delegacia que funcionará 24h e terá toda estrutura de acolhimento às vítimas de violência.

GOVERNO DO RJ

Os únicos — que até aqui se tem notícia — que não possuem problemas na justiça e querem disputar a prefeitura de Marechal Thaumaturgo são: o atual prefeito Valdelio Furtado e o chefe da Seagri, Atilon Pinheiro. Do restante, parece disputa pelo Governo do Rio de Janeiro.

RAINHA DA INGLATERRA

Quem se prepara para indicar o vice da chapa de Valdélio é o União Brasil. É um partido forte, mas ali na região assemelha-se à Rainha da Inglaterra, onde os poucos cargos de chefia que possui não têm poder de decisão algum.

ISAAC PIYÃKO

Com a ventilação do nome de Eduardo Ribeiro para a vaga de vice de Marcus Alexandre, quem ficou feliz igual pinto no lixo foi o ex-prefeito Isaac Piyãko. Ele é primeiro suplente de deputado estadual.

TEM O CARINHO DO PETECÃO

E Isaac não está tão longe assim do feito, porque tem o carinho do presidente da agremiação, senador Petecão. Esteve por Marechal e rasgou elogios ao “Índio”.

INVESTIGADOS

As ameaças aos ataques em escolas não devem ser apenas neutralizados. Eles precisam ser investigados. As forças de segurança precisam saber onde está a raiz dessa onda de ódio.

PREFEITURAS, ATENÇÃO!

Para que sejam elegíveis aos novos médicos vindos do programa Mais Médicos, as prefeituras devem atualizar cadastro. Cobre seu prefeito ou sua prefeita.

63

É o número de vagas para o Acre. Não é pouca vaga. Mas, se alguma prefeitura deixar de atualizar o cadastro, vai ficar de fora.

SENADOR GUIOMARD

Aos poucos, a prefeitura de Senador Guiomard vai deixando pra trás a onda de rejeição e críticas. A prefeita Rosana tem acertado em uma série de pontos. Fico feliz em ver a cidade, que me viu crescer, nos trilhos.

BATE-REBATE

– A crise de segurança no governo Lula escancarou que os estragos causados pelo bolsonarismo vai além do imaginado (…)

– (…) O mosquito do negacionismo picou até aliados de primeira hora do Lula.

– Apesar de estarmos próximos às eleições, época onde algumas prefeituras trabalham mais, algumas cidades beiram o abandono (…)

– (…) É o caso de Sena Madureira.

– Segurança é um tema que, apesar de batido, não pode deixar de ter destaque (…)

– (…) O Acre vive um caos na área de segurança.

– Enquanto isso, ‘taca’ atração em várias cidades do Acre!

– Os atuais parlamentares e representantes do povo precisam entender que o governo é outro (…)

– (…) E o momentos também!

– Se no governo anterior as porteiras do desmatamento estavam escancaradas, nesse governo a prioridade é a preservação.

PUBLICIDADE