21 de fevereiro de 2024

Morre Mauro D’Avila Modesto, escritor e poeta acreano, aos 80 anos

Ainda não há informações sobre o velório e sepultamento de Mauro

A Academia Acreana de Letras (AAL) anunciou, nesta quinta-feira (12), a morte do escritor e poeta acreano Mauro D’Avila Modesto. De Sena Madureira, o poeta tinha 80 anos e foi protagonista em diversas ações de literatura no Estado do Acre.

Ainda não há informações sobre o velório e sepultamento de Mauro. A causa da morte não foi revelada. O poeta morreu pouco mais de um mês após o falecimento do irmão, o advogado e ex-prefeito de Sena Madureira, Ulisses Modesto.

Mauro Modesto era ‘imortal’ da Academia Acreana de Letras. Foto: Reprodução

Quem foi Mauro Modesto

Mauro Modesto é natural de Sena Madureira, no interior do Acre e foi o o responsável pela criação de academias juvenis de letras em alguns municípios do Acre. Mauro também foi economista e jornalista na imprensa acreana.

Economista formado pela Universidade Federal do Acre (Ufac), além de poeta, foi jornalista com atuação em vários jornais, emissoras de rádio e TV no Acre. Foi também presidente da Academia Acreana de Letras (AAL).

VEJA MAIS: Poeta Mauro Modesto é homenageado pela Academia Acreana de Letras

Segundo o presidente da AAL, Adalberto Queiroz, Mauro esteve presente no último sarau realizado pela Academia, em 29 de junho, momento em que lançou um livro e confraternizou com os amigos e membros da AAL.

Ao ContilNet, Adalberto lembrou que todos os presentes dançavam em volta de Mauro e em um momento, o poeta chamou Adalberto e afirmou que há tempos não se sentia feliz e contente como naquele dia.

PUBLICIDADE