21 de fevereiro de 2024

Horóscopo do dia: confira o que os astros revelam para este sábado

Veja o horóscopo por Oscar Quiroga para desvendar esta sábado, 28 de outubro, de acordo com cada signo

Foto: reprodução

Eternidade que demorona

Data estelar: A sombra da Terra eclipsa a Lua Cheia de Touro
Do ponto de vista mundano, o crime não compensa se for praticado por pessoas comuns, porque praticado institucionalmente, as leis se tornam flexíveis e tortuosas o suficiente para não haver castigo.

Do ponto de vista espiritual, não há como as ações se verem livres de suas consequências, é um processo tão irreversível quanto a noite e o dia se sucederem de forma incessante e previsível.

Mas nossa humanidade, lendária desafiadora do destino e das divindades, não se deixa deter pela perspectiva do castigo, imagina que dessa vez tudo será especial para ela, que apesar de noites e dias se sucederem inevitavelmente haveria também uma zona brumosa, um lusco-fusco que lhe serve para inventar um mundo de fantasia, uma nova ilusão de eternidade que, como todas as anteriores, desmorona com o tempo.

ÁRIES (nascimento entre 21/3 a 20/4)

Ter domínio sobre a situação em andamento seria o ideal, porém, não parece haver essa perspectiva disponível, o que indica que a melhor saída seja você apostar com confiança na incerteza e não se importar com ela.

TOURO (nascimento entre 21/4 a 20/5)

Nem tudo é favorável, porém, nem tudo é adverso tampouco. Há uma mistura muito rara de acontecimentos e de intensidades, que deixa a alma um tanto desnorteada, mas nada disso há de ser traduzido como mau agouro. Nada disso.

GÊMEOS (nascimento entre 21/5 a 20/6)

Considere a complexidade do momento da história humana para não se atormentar imaginando que você é a única pessoa no mundo a sofrer com problemas que parecem não ter solução. Cada coisa em perspectiva e em seu lugar.

CÂNCER (nascimento entre 21/6 a 21/7)

Para superar o estado de conflito é preciso ressaltar o que há em comum entre as pessoas, aquilo sem o qual os relacionamentos sequer existiriam. É o que as pessoas têm em comum o que mais facilmente é esquecido também.

LEÃO (nascimento entre 22/7 a 22/8)

Se o mundo estivesse numa condição melhor, ou pelo menos estável, é certo que inúmeros problemas e ansiedades deixariam de existir. Porém, não está ao nosso alcance mudar o mundo de imediato, apenas nos adaptar. É assim.

VIRGEM (nascimento entre 23/8 a 22/9)

É certo que não se pode saber tudo que realmente acontece por aí e que afeta seus interesses, mas você há de tomar cuidado para não transformar essa condição em paranoia, imaginando conspirações que não existem.

LIBRA (nascimento entre 23/9 a 22/10)

Se o dinheiro não existisse, a maioria dos problemas também deixaria de existir, mas a essa altura da civilização não se pode pretender que o dinheiro deixe de existir. É preciso aprender a manobrar melhor.

ESCORPIÃO (nascimento entre 23/10 a 21/11)

Competir e comparar são dinâmicas inevitáveis dos relacionamentos humanos, mas como as pessoas são muito maiores do que isso, é completamente possível transcender essas condições e descobrir outras.

SAGITÁRIO (nascimento entre 22/11 a 21/12)

Nem tudo está sob seu controle e isso não deveria ser motivo de conflito, apenas a constatação de que a vida continuará sendo sempre maior do que sua capacidade de a entender, exigindo de todos nós entrega absoluta.

CAPRICÓRNIO (nascimento entre 22/12 a 20/1)

A princípio, todas as sensações e emoções experimentadas parecem derivar de condições individuais, porém, se você observar melhor o desenrolar das coisas perceberá que você também sente coisas que são do mundo.

AQUÁRIO (nascimento entre 21/1 a 19/2)

A lei é o último refúgio da civilização, se ela for transgredida o tempo todo e se a transgressão se tornar moeda corrente dos relacionamentos, então a civilização está perdida. Faça a sua parte para isso não acontecer.

PEIXES (nascimento entre 20/2 a 20/3)

Por mais que tudo esteja andando de maneira tão difícil que sua alma tenha começado a achar que a impossibilidade é o destino certo dos empreendimentos, ainda assim siga em frente com a cabeça erguida e com dignidade.

PUBLICIDADE