21 de fevereiro de 2024

Fã que morreu em show de Taylor Swift começou a passar mal durante 2ª música

Ana Clara Benevides Machado, de 23 anos, era natural de Mato Grosso do Sul e foi ao Rio de Janeiro com uma amiga para realizar o sonho de assistir ao show de Taylor Swift

Ana Clara Benevides Machado no show do Taylor Swift. — Foto: Daniele Menin/Arquivo pessoal

Ana Clara Benevides Machado no show do Taylor Swift. — Foto: Daniele Menin/Arquivo pessoal

Ana Clara Benevides Machado, a fã que morreu durante o show da Taylor Swift, no Rio de Janeiro, começou a passar mal durante a apresentação, segundo a amiga Daniele Menin, que estava com ela.

Ana Clara tinha 23 anos, estudava psicologia e morava em Rondonópolis, em Mato Grosso. Ela e a amiga saíram do estado para irem ao primeiro show da turnê de Taylor, que aconteceu nesta sexta-feira (17) no Rio de Janeiro.

Segundo Daniele, a jovem começou a passar mal durante a música Cruel Summer, a segunda do repertório da cantora norte-americana.

Após a confirmação da morte, Taylor Swift emitiu uma nota de pesar e disse que a morte da fã ocorreu antes do show.

Em nota, a T4F, organizadora do evento, lamentou a morte e disse que a equipe de socorristas que estava no show atendeu a jovem e a encaminhou ao hospital.

“Ana Clara se sentiu mal e foi prontamente atendida pela equipe de brigadistas e paramédicos, sendo encaminhada ao posto médico do Estádio Nilton Santos para o protocolo de primeiros socorros. Diante do quadro, a equipe médica optou pela transferência ao Hospital Salgado Filho, onde, após quase uma hora de atendimento emergencial, infelizmente veio a óbito”, disse em nota.

O Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro informou por nota que a organização do show cumpriram todas as exigências de segurança contra incêndio e pânico e que as ocorrências médicas ficaram sob a responsabilidade da produção do evento.

A Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro informou que o corpo da vítima será encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) que vai apurar a causa da morte.

Como tudo aconteceu

Amigos da estudante contaram que Ana era muito fã da cantora e planejou a ida ao show por meses. Nas redes sociais, ela compartilhou vídeos da chegada até o estádio Milton Santos, onde a apresentação aconteceu.

Ao g1, a amiga Daniele, que conheceu Ana na faculdade em Mato Grosso, conta que elas se programaram para irem juntas ao Rio de Janeiro. Se arrumaram juntas para o show, enfrentaram a fila e estavam juntas quando tudo aconteceu.

“Na segunda música ela simplesmente desmaiou. Aí tiramos ela com ajuda dos seguranças e corremos pro postinho de apoio no estádio. Eles atenderam ela e encaminharam pra ambulância”, lembra Daniele.

A máxima no Rio de Janeiro chegou aos 39,1°C, segundo o Inmet. Ana chegou a publicar vídeos antes da entrada no estádio falando do calor extremo que enfrentava. Vários fãs passaram mal durante a apresentação e tiveram que ser socorridos.

Daniele comenta que os socorristas começaram a reanimar Ana Clara ainda dentro do estádio. “Eles tentaram por uns 40 minutos, mas não conseguiram”, conta a amiga.

Após o socorro no local, os médicos a encaminhada ao hospital e Daniele a acompanhou. Ela conta que viu que a amiga já não tinha mais pulso, que eles tentaram mais uma vez reanima-la, mas não conseguiram. “Estávamos só nos duas aqui no Rio, recebi a notícia da morte no hospital, fui a primeira pessoa”. A causa da morte de Ana Clara não foi divulgada.

Após a notícia da morte ser confirmada, alguns fãs relataram terem sido impedidos de entrar no estádio com garrafas de água por ordem da TF4, que é a organizadora. Durante o show, Taylor chegou a parar a apresentação e pedir que entregassem água aos fãs.

O ministro da Justiça, Flávio Dino, determinou uma apuração sobre a falta de água potável.

Ana Clara e amiga Daniele no show da Taylor Swift. — Foto: Daniele Menin/Arquivo Pessoal

Ana Clara e amiga Daniele no show da Taylor Swift. — Foto: Daniele Menin/Arquivo Pessoal

Daniele conta que estar no show da Taylor Swift era um sonho para as duas. A cantora norte-americana era um elo entre as amigas.

“A gente falava sempre que quando ela [Taylor Swift] viesse pro Brasil a gente ia dar um jeito de ir, o ingresso foi caríssimo, mas mesmo assim demos um jeito”, comentou a jovem logo após a amiga morrer.

Quem era Ana Clara Benevides

Ana Clara Benevides Machado tinha 23 anos e morava em Rondonópolis, em Mato Grosso. Ela era do Mato Grosso do Sul, mas morava no estado por causa da faculdade de psicologia, na Universidade Federal de Rondonópolis (UFR).

Amigos e familiares contaram que ela era muito fã da cantora e que o show era a realização de um sonho.

Ana era engajada com a comunidade estudantil e fazia parte da Associação Atlética Acadêmica de Psicologia da UFR. O grupo publicou uma nota desejando condolências à família e aos amigos.

‘Coração partido’

Taylor publicou comunicado confirmando morte de fã em show no Brasil — Foto: Reprodução/Instagram

Taylor publicou comunicado confirmando morte de fã em show no Brasil — Foto: Reprodução/Instagram

Após a confirmação da morte, Taylor Swift divulgou uma nota nas redes sociais durante a madrugada deste sábado (18) lamentando a morte da fã.

“Não acredito que estou escrevendo essas palavras, mas é com o coração partido que digo que perdemos uma fã hoje à noite”, escreveu a cantora.

Taylor afirmou que estava arrasada pelo acontecido e que recebeu poucas informações sobre a morte da fã, “além do fato de que ela era incrivelmente linda e muito jovem”.

A cantora escreveu ainda que não falará sobre a morte da fã durante o seu próximo show, marcado para este sábado (19), já que se sente dominada pela dor quanto tenta tocar no assunto.

“Quero dizer que agora sinto profundamente essa perda e meu coração partido está com sua família e amigos.”

Taylor disse ainda que essa era a última coisa que imaginava que aconteceria quando decidiu trazer sua turnê para o Brasil.

PUBLICIDADE