21 de fevereiro de 2024

Julia Roberts quebra silêncio sobre a morte do ex Matthew Perry: ‘De partir o coração’

Intérprete do personagem Chandler na série 'Friends' morreu em decorrência de afogamento em banheira de hidromassagem, em casa

A atriz Julia Roberts quebrou o silêncio sobre a morte do ex-namorado Matthew Perry. O intérprete do personagem Chandler na série ‘Friends‘ foi encontrado inconsciente na casa dele, em Los Angeles, aos 54 anos, em 28 de outubro — data de aniversário da estrela de “Uma Linda Mulher”.

— O falecimento repentino de alguém tão jovem é de partir o coração — disse ela ao Entertainment Tonight. — Isso apenas ajuda a todos nós a valorizarmos o que temos e a seguir em frente de maneira positiva da melhor maneira possível.

Julia Roberts e Perry se aproximaram no início dos anos 1990, antes de ela fazer uma participação especial na segunda temporada de “Friends”.

— Eles foram todos tão receptivos comigo como uma espécie de personagem única e foi um momento muito divertido — relembrou ela, em referência ao elenco do seriado.

Perry revelou à imprensa que Julia Roberts topou fazer a participação sob uma condição: que a personagem dela tivesse algo a ver com a história de Chandler. O ator enviou flores e um cartão para a estrela, como forma de convencê-la a atuar no seriado. Depois disso, eles passaram a trocar mensagens por fax e falar ao telefone durante horas.

O relacionamento acabou em 1996. O intérprete de Chandler revelou, anos depois, que o vício em álcool e drogas o fez se sentir “insuficiente” para uma relação com a estrela.

Perry falou de vícios e término em biografia

No início do ano, foi lançada por aqui a autobiografia de Matthew Perry, chamada “Amigos, amores e Aquela Coisa Terrível”, em que o ator admitia vício em álcool, opioides e cigarro. Aquela Coisa Terrível, como ele chama no livro, é justamente a dependência química. Mais do que fofocas de bastidores da TV americana, o livro trata de vida real.

Conforme resenha do livro publicada no GLOBO à época, Perry é um “narrador engraçado, que faz o leitor sorrir até quando descreve momentos sórdidos ou internações que encarou para livrar-se de seus vícios”. Suas memórias e indiscrições, além da ausência de autovitimismo, são marcantes na autobiografia.

US$ 7 Milhões “tentando ficar sóbrio”

Perry conta que nas últimas temporadas de “Friends”, ele e seus parceiros de cena ganhavam, cada um, U$ 1,1 milhão por episódio. E que ele teria gastado, como estima, nada menos que US$ 7 milhões “tentando ficar sóbrio”. Além de 65 internações para desintoxicação, foram 30 anos fazendo análise duas vezes por semana. Ele conta que chegou a engolir 55 pílulas de Vicodin por dia.

Há outras confidências: a primeira das suas 65 internações para desintoxicação foi aos 26 anos; ele calcula ter participado de seis mil reuniões do Alcoólicos Anônimos; durante “Friends” (1994-2004), seu peso variou entre 58 e 102 quilos.

Término com atriz Julia Roberts

E tem confissões amorosas. Perry conta que terminou com Julia Roberts e muitas outras namoradas porque tinha medo de ser dispensado por elas no futuro. Para evitar a tristeza, ele mesmo dava fim ao romance. Nas páginas, diz que lamenta ter sido idiota.

Também fala sobre amigos, e chama de “cara legal” Bruce Willis, com quem gravou “Meu vizinho mafioso” (1999).

Matthew Perry, conhecido no mundo todo pelo personagem Chandler Bing em 'Friends' — Foto: Reprodução

Matthew Perry, conhecido no mundo todo pelo personagem Chandler Bing em ‘Friends’ — Foto: Reprodução

Nascido em 1969 nos EUA, Perry foi com a família para o Canadá ainda bebê. Mas os pais se separaram quando tinha 9 meses. Sua infância, ao lado da mãe atarefada, foi uma constante luta por atenção. Como o pai se mudara para a Califórnia, ele mostra que um vazio só foi crescendo, tornou-se crônico.

Língua afiada e talento nato para as telas, Perry começou a ganhar destaque no meio artístico ainda adolescente, até que, meio por acaso, conseguiu pegar o último papel disponível para “Friends”. Ele nunca teve dúvida de que Chandler não era apenas um personagem: na sua ótica, Chandler era Matthew Perry.

Sobre a série, o ator até fala pouco ao longo das 294 páginas de sua autobiografia, sempre reforçando que foi “o melhor emprego do mundo”. Na obra, ele assegura que seu jeito peculiar de fazer as piadinhas mudou a entonação de milhões de americanos. E garante que nunca trabalhou sob efeitos de drogas nos 237 episódios do maior sucesso da TV americana de sua época. Mas conta, por exemplo, que certa vez deixou a clínica de desintoxicação onde estava internado apenas para gravar o casamento de Chandler com Monica (a atriz Courteney Cox).

Perry chegou a fazer 14 cirurgias

Matthew alternou períodos de desintoxicação, sanidade e recaída. Certa vez, fortemente constipado, seu intestino simplesmente estourou, e daí vieram coma, pneumonia, 2% de chance de sobreviver. Chegou a fazer 14 cirurgias.

PUBLICIDADE