22 de fevereiro de 2024

TJ nega pedido do MPAC de anulação da condenação do PF acusado de matar jovem em boate

Fica mantida a decisão de inocência do acusado pelo assassinato de Rafael Chaves Frota

A Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Acre (TJ-AC) negou, em julgamento proferido nesta terça-feira (5), recurso do apresentado pelo Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) contra decisão do Tribunal do Júri Popular que absolveu o policial federal Victor Campelo Manoel Fernandes pelo assassinato do estudante Rafael Chaves Frota,  durante uma briga numa boate em Rio Branco (AC). 

O recurso foi assinado pelo promotor de Justiça Teotônio Rodrigues mas, analisada durante a 20ª Sessão da Câmara Criminal, a apelação foi negada.

Foto redes sociais

O crime foi registrado em julho de 2016, numa casa noturna, durante uma briga, quando o policial federal efetuou disparos com arma de fogo, ferindo Nelciony Araújo e causando a morte do estudante Rafael Chaves Frota. 

O MPAC apresentou a denúncia contra Victor Campelo, conseguindo que ele fosse julgado pelo Tribunal do Júri pelos crimes de homicídio e tentativa de homicídio. Ele foi julgado em 26 de novembro deste ano e foi absolvido das acusações pelos jurados, com um resultado de 4 votos a favor da absolvição e 3 votos contrários.

PUBLICIDADE