20 de abril de 2024

Sistema OCB e CapitalCredi apresentam modelo cooperativista para produtores de Acrelândia

Cooperativismo vem ganhando cada vez mais força

Em encontro realizado nesta segunda-feira, 15, na área rural de Acrelândia, distante 120 quilômetros de Rio Branco, técnicos do Sistema OCB/Sescoop Acre e da cooperativa de crédito CrediSis CapitalCredi, apresentaram o modelo cooperativista para produtores de café da região que tem a intenção de constituir uma cooperativa. Além de soluções disponibilizadas pela Organização das Cooperativas Brasileiras para a gestão e o desenvolvimento de uma cooperativa, produtos e serviços oferecidos pela CrediSis CapitalCredi foram apresentados aos presentes, entre eles linhas de crédito voltadas para os produtores e facilidades para a aquisição de equipamentos e insumos.

Cidade tem a cafeicultura como principal produto/Foto: ASCOM

“Acrelândia é um dos municípios do Acre onde há pujança na produção rural de diversas culturas, o café é uma delas, nossa intenção é ajudá-los, neste sentido, viemos para esclarecer dúvidas e trazer informações sobre o funcionamento do Sistema OCB e as vantagens deles se organizarem em uma cooperativa”, explicou o presidente do Sistema OCB do Acre, Valdemiro Rocha.

O diretor Executivo da CrediSis Capital Credi e Conselheiro do Sescoop, Leo Paschoal, classificou o encontro como muito proveitoso.

Palestra contou com orientações aos produtores/Foto: ASCOM

“Esse encontro surgiu a partir de uma conversa que tive com o seu Valteir, que trouxe a necessidade financiar calcário, mas para ele uma carreta era muito e os preços eram muito altos, foi aí que sugeri que ele juntasse os produtores para conhecerem mais sobre o cooperativismo e debater a possibilidade de criação de uma cooperativa que atendesse as necessidades deles. No encontro falamos dos benefícios deles se organizarem em uma cooperativa e tivemos muitas adesões ao projeto, o entendimento das pessoas foi muito bom, tiramos muitas dúvidas, explicamos tudo e eles mesmos trouxeram muita informação sobre a real necessidade que eles têm. Foi muito bom, o resultado não podia ser melhor”, disse.

O anfitrião do encontro e produtor rural Valter Botelho Acredito enfatizou o caráter esclarecedor da reunião e disse que o próximo passo será a constituição da cooperativa. “Nosso objetivo era conhecer mais sobre o cooperativismo e debater sobre as vantagens de criarmos uma cooperativa que atendesse as nossas necessidades, acredito que todos os pontos foram esclarecidos, agora é trabalhar para executar o que aprendemos e criar a nossa cooperativa. Estamos muito empolgados, acreditamos que essa cooperativa vem para nos ajudar a crescer juntos”, avaliou.

Um dos grandes incentivadores da criação da cooperativa de produtores de Acrelândia, Wagner Álvares, empresário e produtor de café, ressaltou que já busca essa solução há bastante tempo. “Procurei a OCB há mais de um ano com essa intenção, reunimos com o secretário de Agricultura Mauro, com o ex-deputado estadual Jonas Lima e com o presidente Valdemiro para debater essa ideia. Tenho incentivado muito a criação da cooperativa aqui em Acrelândia ou até mesmo de uma filial da Coopercafé no nosso município. Acredito que a cooperativa será fundamental para fomentar a cultura do café aqui na nossa região, não somente em Acrelândia, mas nos municípios do Baixo Acre. Através da cooperativa poderemos ter a compra de insumos facilitada, a contratação de engenheiros agrônomos para prestar assistência técnica adequada e para que nós possamos ter volume de produção e agregando valor e comercializando em melhor condição. Então, a para mim a reunião foi muito proveitosa, a gente incentiva, temos que dar um passo adiante, produzir café unido. A cooperativa só vem a beneficiar e agregar aqui na nossa região”, ressaltou.

Para o Presidente da Associação dos Produtores Rurais do Ramal Campo Novo, Gersi de Souza, a criação de cooperativa pode ajudar a ampliar a produção e as vendas na comunidade. “Desde o momento que criamos essa ideia de montar uma casa de embalagem de banana aqui no município de Acrelândia, que temos discutido com a comunidade uma forma de criar uma cooperativa para que a gente possa vender o nosso produto através de um grupo de produtores agregando valor, porque nós temos dois produtos que é o forte da nossa produção, a banana e o café, temos muito café na nossa comunidade. A reunião para nós hoje foi muito importante porque tiramos algumas dúvidas que a gente ainda tinha a respeito de uma cooperativa, a ideia é agora formalizar a criação da cooperativa e unir forças para ampliar nossos negócios”, disse.

O agropecuarista de Minas Gerais que mora na região há 14 anos, Benedito Soares, também se manifestou favorável a criação da cooperativa, na oportunidade ele apresentou exemplos de sucesso de cooperativas de outros regiões do país. “Já vi muitos exemplos de cooperativas no Paraná e em outros estados dando certo, aliás, acredito que somente através da união de esforços é que a gente pode prosperar, sou agropecuarista, produzo gado e milho aqui e saio muito satisfeito com o que vi nessa reunião, porque acredito que através da cooperativa é que a gente consegue crescer, eu entendo ela vem para nos ajudar em tudo. Hoje, através da cooperativa, nós conseguimos chegar nos insumos agrícolas, talvez até a 50% mais barato, e tenho certeza de que essa nova cooperativa já deu certo. A iniciativa dessa reunião foi muito boa, começa assim, tirando dúvidas, não tem como município ou um estado crescer sem uma boa cooperativa, é assim que eu enxergo”, finalizou.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost