20 de abril de 2024

Pedro Pascoal diz que caso haja comprovação de erro em cirurgias, a MedTrauma será notificada

O caso da matéria exposta no Fantástico, da Rede Globo, que foi ao ar no último domingo (18), chegou no plenário da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) na sessão ordinária desta terça-feira (20).

O secretário Pedro Pascoal participou da sessão desta terça-feira (20)/Foto: Juan Diaz/ContilNet

O secretário de Saúde, Pedro Pascoal, foi convidado a falar no plenário sobre as acusações de superfaturamento apresentadas na reportagem. O médico, que não estava a frente da Sesacre na época da contratação, explicou que a licitação seguiu todas as diretrizes e pressupostos legais.

Em relação as acusações apresentadas no relatório do TCU, de erros em cirurgias ortopédicas, em que supostamente pacientes teriam sido submetidos a procedimentos desnecessários, Pedro Pascoal explicou que caso seja comprovado esses erros, a empresa deverá ser notificada imediatamente.

A sessão aconteceu nesta terça-feira (20)/Foto: ContilNet

“Eu entendo que eu tenho responsabilidade sobre essa empresa sim, uma vez que essa empresa continua prestando serviço a nós. Por isso, no momento da nossa gestão, nós intensificamos as fiscalizações para que a gente tivesse uma execução adequada e que nós cobrássemos os resultados”, disse.

Mais cedo, o secretário havia divulgado uma nota técnica em que deixava claro que após uma fiscalização, ficou demonstrado que a contratação da MedTrauma não houve superfaturamento.

“Salientamos, ademais, que o governo do Acre e a Sesacre não foram alvo de diligências da Polícia Federal, como ocorreu em outros estados. O governo do Acre sempre que auditado pelos órgãos de controle, na esfera estadual e federal, presta, em todos os casos, os esclarecimentos necessários e previstos em lei”, disse trecho da nota.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost