Calamidade: número de mortos pelos temporais no RS sobe para 28

Defesa Civil registra 29 mortes. Outras mortes foram confirmadas por prefeituras, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e órgãos locais. Estado tem 60 pessoas desaparecidas e 36 feridas

Subiu para 32 o número de vítimas em decorrência dos temporais que atingem o Rio Grande do Sul desde a segunda-feira (29). A Defesa Civil registra 29 mortes até esta quinta-feira (2). As outras três mortes foram confirmadas por prefeituras, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e órgãos locais. Veja abaixo.

“Com a mais profunda dor no coração, eu sei dizer que será ainda mais do que isso. É porque nós não estamos conseguindo acessar determinadas localidades e sabemos de deslizamentos e de inundação, de pessoas que estão em locais inacessíveis. Infelizmente, esses números vão ainda aumentar”, diz o governador Eduardo Leite (PSDB).

A Defesa Civil afirma que há 60 desaparecidos 36 feridos. O órgão soma cerca de 14,8 mil pessoas fora de casa, sendo 4.645 pessoas em abrigos e 10.242 desalojados. Ao todo, 154 dos 496 municípios do RS registraram algum tipo de problema, afetando 71,3 mil pessoas.

Nesta quinta, o governo federal reconheceu estado de calamidade pública no estado. Na noite de quarta (1º), o governo do estado já havia decretado estado de calamidade pública pelos “eventos climáticos de chuvas intensas”, medida válida por 180 dias. As aulas da rede estadual foram suspensas, medida que impacta 700 mil alunos em 2.340 escolas.

Mortes confirmadas pela Defesa Civil: 29

  • Canela (2)
  • Candelária (1)
  • Caxias do Sul (1)
  • Bento Gonçalves (1)
  • Boa Vista do Sul (2)
  • Paverama (2)
  • Pantano Grande (1)
  • Putinga (1)
  • Gramado (4)
  • Itaara (1)
  • Encantado (1)
  • Salvador do Sul (2)
  • Serafina Corrêa (2)
  • Segredo (1)
  • Santa Maria (2)
  • Santa Cruz do Sul (2)
  • São João do Polêsine (1)
  • Silveira Martins (1)
  • Vera Cruz (1)

As mortes divulgadas por outros órgãos ocorreram em São Vendelino (1) e Taquara (2).

Desaparecidos contabilizados pela Defesa Civil: 60

  • Candelária (8)
  • Encantado (6)
  • Itaara (3)
  • Lajeado (5)
  • Passa Sete (1)
  • Pouso Novo (1)
  • Roca Sales (10)
  • Santa Cruz do Sul (1)
  • São Vendelino (2)
  • Sinimbu (1)
  • Marques de Souza (13)
  • Montenegro (1)
  • Teutônia (3)
  • Três Coroas (3)
  • Travesseiro (2)

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) mantém alerta vermelho sobre parte do RS até às 15h desta quinta. A previsão do tempo indica chuvas fortes, com queda de granizoventos intensos e descargas elétricas.

Carro é coberto pela enchente na cidade de Encantado, no Rio Grande do Sul — Foto: Diego Vara/Reuters

Carro é coberto pela enchente na cidade de Encantado, no Rio Grande do Sul — Foto: Diego Vara/Reuters

Visita do presidente Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) viajou ao Rio Grande do Sul nesta quinta. Lula e a comitiva do governo federal desembarcaram na base aérea de Santa Maria por volta de 10h40. Lula se reuniu com o governador, o prefeito de Santa Maria e outras lideranças locais.

Lula prestou solidariedade às famílias atingidas e prometeu ajuda ao estado, afirmando que não faltarão recursos e que o governo federal vai atuar em conjunto com o governo local.

O Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social informou que vai facilitar o saque e antecipar para 17 de maio os pagamentos do Bolsa Família para beneficiários do programa que vivem nas regiões atingidas pelas enchentes.

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, anunciou o envio de recursos do Poder Judiciário para auxiliar a população afetada pelas as fortes chuvas que atingem o estado.

O que causa os temporais no RS

Os meteorologistas afirmam que os temporais que ocorrem no Rio Grande do Sul são reflexo de, ao menos, três fenômenos que ocorrem na região, agravados pelas mudanças climáticas. Nas próximas 24 horas, há previsão de mais chuva.

A tragédia no estado está associada a correntes intensa de vento, a um corredor de umidade vindo da Amazônia, aumentando a força da chuva, e a um bloqueio atmosférico, devido às ondas de calor.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost