Vídeo mostra “voadora” que matou aposentado em Santos; assista

Imagens de câmera de monitoramento mostram Tiago Gomes de Souza dando golpe que fez com que aposentado caísse e batesse cabeça no chão

Vídeo registrado por uma câmera de monitoramento mostra o momento em que o empresário Tiago Gomes de Souza, de 39 anos, dá a “voadora” que matou o aposentado Cesar Fine Torresi, de 77, no último dia 8 de junho, em Santoslitoral de São Paulo. No último domingo (16/6), Tiago se tornou réu por homicídio doloso qualificado. As imagens foram anexadas ao processo.

Reprodução/TV Globo

O caso aconteceu Rua Pirajá da Silva, na lateral de um shopping, no último dia 8. Vítima da “voadora” no peito, Cesar Torressi bateu a cabeça ao cair e sofreu traumatismo cranioencefálico. Ele chegou a ser socorrido em estado gravíssimo, com quadro de parada cardiorrespiratória, mas não resistiu aos ferimentos.

“Inconclusivo”

O advogado Eugenio Malavasi, que representa Tiago, afirma que o vídeo anexado ao processo é “inconclusivo”. “Não dá para ver nada. Eu já assisti 30 vezes. Dá para ver só uma pessoa caindo. É impossível ver o que aconteceu”, afirma.

Segundo Malavasi, a altura em que o chute atingiu o idoso é indiferente para a tipificação penal. “A impressão é que o chute não foi alto. Mas isso é indiferente. Ele não queria matar o idoso, nunca quis. É um sujeito de família”, diz.

O advogado afirma que foi a própria defesa quem pediu a análise das câmeras de segurança. “Quem pediu as imagens foi eu. Estou trabalhando com a verdade. É uma tragédia que destruiu duas famílias”.

“Chute brutal”

Na denúncia, obtida pelo Metrópoles, o promotor Fabio Perez Fernandez, do MPSP, afirma que Tiago desferiu a “voadora” contra o peito da vítima e assumiu o “risco de causar o resultado morte”.

A acusação descreve que Cesar estava passeando de mãos dadas com seu neto de 11 anos e decidiu atravessar a rua em direção à calçada do shopping. Como o semáforo estava fechado, os dois andavam entre os carros já parados, de acordo com o MPSP.

Os dois, no entanto, foram “surpreendidos pela aproximação do denunciado em seu automóvel Jeep Commander, que realizou frenagem brusca bem próximo ao avô e ao neto”. “Assustado, César colocou a mão sobre o capô do carro do denunciado”, narra a acusação.

Irritado, Tiago desceu do carro, correu atrás da vítima e pulou uma mureta com jardineira que existe na calçada. Segundo o MPSP, o idoso estava de costas e, ao se virar na direção do agressor, foi surpreendido pelo golpe no tórax.

“Desferindo um chute brutal contra o peito de um idoso de 77 anos de idade, o denunciado sabia do risco – e com ele consentiu – de causar uma queda que poderia ser mortal, como de fato foi”, argumenta o promotor.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost