Cantor que se destacou com clipe na internet lança vídeo contra Ana Paula Valadão

“Precisava me posicionar sobre”, declara Allan; cantor anuncia novidades em entrevista exclusiva à ContilNet

alan

Cantor pop do Acre Allan

Na semana do Orgulho LGBT, um dos assuntos que mais chamaram a atenção dos brasileiros foi, sem dúvidas, a declaração da cantora Ana Paula Valadão, líder da banda gospel Diante do Trono, com relação à chamada “ideologia de gênero” e uma proposta de boicote a uma rede de lojas.

Valadão protestara contra a peça publicitária que retrata a nova coleção para o Dia dos Namorados, que tem como bordão “misture, ouse e divirta-se”, levando ao público um conceito de moda unissex e que não há roupas específicas para determinado gênero.

A líder da Diante do Trono discordou da campanha e teceu duras críticas. “Hoje decidi manifestar minha ‪santa indignação, porque acredito que estão provocando para ver até onde a sociedade aceita passivamente a imposição da ideologia de gênero”, escreveu na rede social.

Incomodado com o posicionamento da cantora e pastora, o cantor pop do Acre Allan decidiu manifestar seu pensamento e combater o preconceito por meio da música. Através das redes sociais, Allan divulgou um videoclipe intitulado “Ninguém é Igual”.

O endereço do vídeo, hospedado no YouTube, veio acompanhado de uma publicação do cantor reprovando a atitude e tentativa de boicote por parte de Ana Paula Valadão.

Veja o vídeo:

“Todo o mundo gosta de expressar sua opinião, e eu defendo ferrenhamente o livre-arbítrio. Todavia, respeito é fundamental e devemos ter consciência da nossa influência, e não utilizá-la para gerar preconceito. Sendo assim, eu também resolvi me posicionar em relação às declarações em favor do boicote à C&A. Essa música é minha resposta a Ana Paula Valadão e a qualquer tipo de preconceito de gênero, cor, estilo, estereótipo e afins”, publicou Allan em sua página oficial no Facebook.

Allan sempre se dividiu entre a vida artística e as salas de aula da Universidade Federal do Acre (Ufac), onde é professor. Ele aceitou dar entrevista à reportagem da ContilNet para falar sobre o caso e deu declarações exclusivas: afirmou que pretende retomar a carreira artística, que havia dado pausa há pouco tempo, que pretende também, a partir de agora, cantar músicas em português. E fala um pouco sobre seu novo trabalho, que deve ‘sair do forno’ nos próximos dias.

Acompanhe a íntegra da conversa de Allan com a ContilNet.

Você resolveu se posicionar publicamente com relação a uma das mais polêmicas declarações dos últimos tempos. Como está sendo a repercussão da sua declaração?

Então, a declaração foi dada ontem. Temos no Youtube cerca de 141 visualizações e no Facebook um pouco mais de 550. Ainda não tivemos tempo de mensurar as reações na Internet. As pessoas estão começando a comentar e compartilhar agora. Confesso para você que foi tudo muito em cima da hora. Essa música não era para ser lançada agora, mas eu precisava me pronunciar a respeito.

Você tinha dado uma pausa na carreira como cantor. Pretende voltar depois do lançamento desse videoclipe?

Pretendo voltar sim. Em julho, lanço EP com três músicas. Vai vir um videoclipe ‘animal’ também. Muito diferente de tudo que eu já fiz até hoje.

Você pode falar um pouco sobre esse futuro videoclipe?

Claro. No videoclipe, vocês verão várias personagens diferentes, mas que, no fundo, todas são eu mesmo tentando me adequar a um padrão que a sociedade tem imposto. Mas isso será feito de uma maneira bem diferente e essa é justamente uma das surpresas do videoclipe. Todo esse novo EP fala sobre autoaceitação e busca de identidade. É um incentivo aos meus fãs, para eles não terem medo de ser quem são. Outra novidade é que, a partir de agora, todas as músicas serão em português. Eu sempre quis cantar em português, mas acho mais difícil compor pop na nossa língua. O inglês é mais fácil. Todavia, resolvi seguir meu coração: agora, sempre em português.

O que te fez parar e o que te fez retomar a carreira?

Parei devido aos estudos e trabalhos. Precisava me dedicar mais ao meu doutorado. Estou voltando, pois até início do ano que vem irei concluir o doutorado, se Deus quiser!

Sobre Allan

Allan se prepara para lançar em julho o EP “Manipulado”, que, diferente do seu primeiro trabalho, marca seu posicionamento para o gênero pop em português.

Em 2013, lançou sua primeira música, Zamot, que ficou conhecida na internet por causa da superprodução no videoclipe de estreia, e foi comparado às produções de Lady Gaga para as telas.

Entre as principais influências de Allan, estão Adam Lambert, Michael Jackson, Cher, Led Zeppelin, Black Sabbath, Britney Spears, Madonna e Tina Turner.

A música entrou na vida de Allan por diversão. Ele sempre gostou de cantar e com a participação dos amigos começou a compor também.

Hoje, ele ainda não vive exclusivamente da sua música. Paralelamente, além de professor universitário federal, Allan cursa doutorado em saúde pública e meio ambiente. Um profissional multifacetado e que ama as duas profissões.

comentários

Veja também