Michel Temer usa caso de haitianos no Acre para lidar com venezuelanos no país


Presidente pretende distribuir refugiados por Estados; ideia é fazer um censo dos refugiados

TON LINDOSO, DA CONTILNET

O presidente Michel Temer defendeu nesta semana que os milhares de refugiados venezuelanos em Roraima sejam distribuídos por outras unidades da federação. A decisão se assemelha ao que aconteceu em 2015, quando o Acre recebeu milhares de haitianos, que tiveram seus destinos direcionados aos vários estados brasileiros.

“O fluxo de venezuelanos cria problemas para Roraima e poderá se estender a outras unidades da federação se não tomarmos medidas de natureza federal. É necessário avaliar a possibilidade de conduzi-los a outros Estados, diversificando a entrada”, disse Temer.

O presidente diz que os estrangeiros “tiram empregos da população roraimense” e promete resolver o problema em seu mandato, que acaba em dezembro, sem barrá-los: “Ninguém vai impedir os refugiados de virem para cá. Vamos ordenar as entradas”.

Foto: Divulgação

Na semana passada, Boa Vista foi palco de dois incêndios criminosos em casas habitadas por venezuelanos, que deixaram cinco feridos, incluindo uma criança. Um suspeito vindo da Guiana foi preso pelos ataques. A Capital de Roraima acolhe 40 mil venezuelanos.

comentários

Outras Notícias

Veja Também