Rio Branco, Acre,


“Floresta não é problema, é solução”, diz Angela Mendes, filha de Chico, à ONU

Coordenadora do Comitê Chico Mendes participou de um painel online transmitido ao mundo todo

A coordenadora do Comitê Chico Mendes, Angela Mendes, filha do líder seringueiro e ambientalista assinado no Acre em 1988, participou na manhã desta terça-feira (22) de uma live na Assembleia Geral das Nações Unidas, onde se reúnem vários chefes de estado, além de personalidades locais que contribuem para um mundo melhor.

Enquanto o presidente do Brasil Jair Bolsonaro abria o evento principal com um discurso polêmico em que minimizava as queimadas na Amazônia e no Pantanal, Angela batia um papo com o coordenador global do Ação para o Desenvolvimento Sustentável, Oli Henman, sobre a importância do cuidado com o meio ambiente.

PUBLICIDADE

A conversa foi parte da programação da SDG Action Zone, uma das plataformas virtuais da Assembleia Geral da ONU.

Angela Mendes falou via internet para todo o mundo / Foto: Oli Henman

“A floresta não é um problema, mas uma grande solução. Meu pai já falava isso. A gente sabe do potencial que a Amazônia tem e que ela é cobiçada pela indústria cosmética, farmacêutica e alimentícia. Temos um enorme conjunto de potencialidades”, disse.

Angela falou ainda da atividade extrativista sustentável que só a floresta em pé pode proporcionar, como a retirada de açaí, castanha e látex, por exemplo, para comercialização, além do turismo ambiental.

“Temos exemplos e modelos que mostram a possibilidade de estabelecer uma outra relação de consumo e exploração harmoniosa com a floresta. E isso só dá certo se as populações tradicionais fizerem parte desse processo também”, comentou a ambientalista, que tratou ainda de como a covid-19 te impactado as pessoas no interior da Amazônia.

Mendes concluiu o discurso falando da importância de promover inclusão e justiça social junto aos povos da floresta. “Precisamos mudar os paradigmas com relação à Amazônia, vendo-a não somente como fonte de matéria-prima, mas também com enormes riquezas culturais. A gente sabe que é possível, só precisamos de apoio para isso”.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up