18 C
Rio Branco
8 maio, 2021 4:35 am

Com 250 mortes em 31 dias, março foi o pior mês desde o início da pandemia no AC

POR EVERTON DAMASCENO, DO CONTILNET

Os especialistas em Saúde acertaram na previsão de que o mês de março seria o pior desde o início da pandemia do coronavírus em todo o Brasil, inclusive no Acre.

O aumento no número de infecções, de leitos ocupados no Sistema Único de Saúde (SUS) e de óbitos pela doença foi considerável ao longo desses 31 dias.

Desde o dia 1 de março até esta quarta-feira (31), quando o mês é finalizado, o Acre registrou 250 vítimas fatais da covid-19, é o que aponta a Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre) e os boletins epidemiológicos diários.

Por diversos dias seguidos, os leitos de UTI alcançaram 100% de ocupação em todos as unidades de referência do Estado. Diversas pessoas tiveram que ser transferidas para outras regionais e unidades, por conta do colapso gerado.

Também neste mês de março, o índice de jovens adultos internados, com casos moderados e graves, aumentou, contribuindo para a superlotação.

No mesmo período, 11.763 novas pessoas foram infectadas, enquanto 7.363 receberam alta médica.

Em outras unidades do Brasil, o cenário não é diferente. Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Rondônia, Goiás, Bahia, Tocantins, São Paulo, Mato Grosso, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Paraíba também bateram recorde de mortes, como apontam as demais secretarias estaduais.

Ao todo, o país já registrou mais de 311 mil mortes pela Covid. No dia 26, o Brasil registrou o número de mortes diárias mais alto desde o início da pandemia, quando 3,6 mil pessoas morreram.