18.3 C
Rio Branco
24 junho, 2021 8:20 am

Acre tem quase 40% a mais de pessoas presas do que o sistema prisional suporta

Para calcular a superlotação, a pesquisa não levou em conta os presos em regime aberto, que não demandam vagas

POR EVERTON DAMASCENO, DO CONTILNET

A superlotação do sistema prisional no Acre, em 2021, foi alvo de uma pesquisa publicada pelo Monitor da Violência, em parceria com o Núcleo de Estudos da Violência da USP e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, nesta segunda-feira (17).

O Estado, que tem capacidade para acomodar 4.389 detentos nas unidades penitenciárias, conta com 6.043 pessoas presas. Ou seja, 37,7% acima da capacidade.

O dado é menos preocupante do que o registrado em 2020, quando a superlotação era de 79,7% – deixando a unidade entre os piores índices -, e maior do que o apontado em 2019, que chegou a 31,1%.

Para calcular a superlotação, a pesquisa não levou em conta os presos em regime aberto, que não demandam vagas.

O Estado com maior superlotação é o Amazonas, com 196,2% acima da capacidade. Rondônia ficou em último lugar no ranking, com 18,5%.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.