26.3 C
Rio Branco
23 junho, 2021 7:05 pm
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Ouro, fuzis e entorpecentes aprendidos no interior do Amazonas

Operação do Ministério da Defesa em Japurá apreende drogas, armas e equipamentos utilizados no tráfico

POR TIÃO MAIA, PARA CONTILNET

Pelo menos 1,8 toneladas de entorpecentes, quatro fuzis, 10 carregadores, munições e 1,3 quilo em ouro foram apreendidos nas últimas 48 horas por militares que atuam no Comando Conjunto Ágata Amazônia, na região do município amazonense de Japurá, na tríplice fronteira do Brasil com a Colômbia e a Venezuela. De acordo com informações do Ministério da Defesa, publicadas no site do órgão nesta quarta-feira (12), as preensões ocorreram entre 8 e 10 de maio no município amazonense de Japurá e faz parte da Operação Ágata Amazônia, que teve início no dia 3 deste mês.

Também foi apreendido um telefone satelital e três embarcações de pequeno porte com motor de popa, utilizadas no transporte do material ilícito.

As atividades foram conduzidas por militares embarcados no Navio Patrulha Fluvial Amapá. A primeira ação, ocorrida no sábado (08), resultou na apreensão de 1,3 quilo de ouro, uma balança de precisão, duas armas, munições calibre 28 milímetros, 15 cilindros de oxiacetileno e animais silvestres. No domingo (09), nas proximidades do Lago do Tabaco, em Japurá, foram apreendidos 155 quilos de cocaína, 705 quilos de maconha procedente da Colômbia, duas embarcações e cerca de R$ 17 mil. Duas pessoas foram detidas por suspeita de envolvimento com o tráfico de drogas em um local onde funcionava a base para escoamento dos entorpecentes.

Na segunda-feira (10), mais 985 quilos de maconha, armamentos, munições e uma embarcação utilizada no transporte do material ilícito foram apreendidos pelos militares. A Ágata é Operação Conjunta do Ministério da Defesa conduzida pela Marinha, Exército e Aeronáutica, com a participação de agentes da Polícia Federal e das Polícias Militar, Civil e Ambiental do Estado do Amazonas. A iniciativa reprime e previne crimes transfronteiriços. As ações são deflagradas na região da Tríplice Fronteira, nos rios Solimões, Içá e Japurá.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.