25.3 C
Rio Branco
4 agosto 2021 8:05 pm

Homem é morto com tiros e moradores espancam suspeito do crime e incendiam o carro dele

Vítima foi identificada como Weliton Machado da Silva. Ele foi morto a tiros de arma de fogo em frente de um bar conhecido como "Bar da Rainha" na zona leste de Porto Velho

POR G1 RO

Um homem de 31 anos, identificado como Weliton Machado da Silva, foi morto a tiros em frente da um bar da Rua Plácido de Castro, Bairro JK, em Porto Velho, no domingo (20). O suspeito de cometer o crime foi perseguido por populares e espancado. Já o carro dele, um Gol, foi incendiado.

De acordo com o boletim de ocorrência, a Polícia Militar (PM) foi acionada para atender um chamado de homicídio em um bar conhecido como “Bar da Rainha”.

Já no local, a guarnição foi recebida por uma testemunha e essa pessoa informou que o autor do homicídio estava em cima da estrutura de um mercado, pois tentava fugir da população, que queria linchá-lo.

A polícia pediu apoio a outras viaturas para buscar e capturar o suspeito ( de 35 anos) de matar Weliton Machado.

A testemunha contou aos policiais que conversava com uma mulher no bar, junto com a Weliton (companheiro dela).

O casal estava discutindo próximo ao carro do suspeito. Nesse instante, o homem de 35 anos chegou e pediu para que eles dessem espaço para sair com o veículo. Porém, Weliton Machado ficou nervoso e deu três socos no motorista.

Em seguida o suspeito foi ao carro, pegou a arma e efetuou dois disparos de arma de fogo contra Weliton Machado, atingindo-o no tórax. Ele morreu no local.

Algumas pessoas que estava no bar, observando a ação do homem que atirou em Weliton, partiram para cima do suspeito com faca. Ele foi agredido e teve corte nos braços, cabeça, mãos e perna. As pessoas também ateara fogo no carro dele.

Para não ser linchado, o suspeito usou a estrutura de um ponto de ônibus e subiu no teto de estacionamento de um mercado na Avenida Mamoré.

Depois de ser capturado pela PM, o suspeito foi levado à UPA na zona leste para atendimento médico, em seguida recebeu a voz de prisão.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.