36.3 C
Rio Branco
15 setembro 2021 4:47 pm

Concurso INSS: presidente confirma orçamento para nova seleção

Presidente do Instituto Nacional do Seguro Social confirma que o concurso INSS está previsto no orçamento do governo. Entenda!

POR FOLHA DIRIGIDA

Última atualização em 15/09/2021 16:47

O concurso INSS 2021 está mesmo ganhando força.

Em reuniões realizadas entre os dias 8 e 13 de setembro, o presidente do Instituto Nacional do Seguro Social, Leonardo Rolim, confirmou a Federação Nacional dos Sindicatos que o orçamento para realizar a nova seleção está no PLOA para 2022.

O que é o PLOA?
O Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) é o documento que traz a previsão de orçamento da União e estima as receitas e despesas do Executivo para o próximo ano.

Para 2022, o texto prevê 73.640 vagas em concursos públicos para 2022, nos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. Desse total, 4.097 são para criação e 69.543 para provimento (chamada de aprovados em concursos válidos ou em novos concursos).

De acordo com o secretário de Administração e Finanças da Fenasps, Moacir Lopes.

“Na audiência com o presidente do INSS, nos dias 8 e 13 de setembro, o mesmo reafirmou que existe a verba no orçamento para realizar concurso para 7.500 vagas. Vamos agora pressionar o governo para a realização do concurso”, disse.

A inclusão da verba para o próximo concurso já era esperada pelos sindicalistas e agora está oficialmente confirmada pela autoridade do INSS.

E quais os cargos do concurso INSS?

O concurso para o INSS promete entrar na lista dos maiores do país, trazendo vagas para cargos de níveis médio e superior. Segundo o pedido de autorização solicitado, são  7.575 vagas em todo o país, distribuídas por:

  • Nível médio – técnico do seguro social – R$5.447,78

áreas: Análise Reconhecimento de Direito RGPS (2.938 vagas), Combate à Fraude (734), Serviço de Apoio ao Reconhecimento de Direito (216), Serviço de Atendimento de Demandas Judiciais (40), Serviço de Cobrança Administrativa (34), Análise Reconhecimento de Direito RPPS (46) e Recomposição do Quadro de Aposentados até 2023 (1.996).

  • Nível superior – analista do seguro social –  R$8.357,07

áreas: Serviço Social (463 vagas), Reabilitação Profissional (702) e Recomposição do Quadro de Aposentados até 2023 (406).

Quando sai o concurso INSS?

Para que o concurso possa finalmente acontecer, o pedido deve ser autorizado pelo Ministério da Economia. Porém a indicação de verba reservada para a seleção no Orçamento Federal é um reforço positivo, indicando que sim, a seleção está nos planos do governo.

Outra informação importante é que o presidente do INSS, Leonardo Rolim, já mencionou que a seleção deve ocorrer antes das Eleições do ano que vem.

Como a votação do 1º turno está prevista para o dia 2 de outubro de 2022, o aval do Ministério da Economia precisa ser dado, no mínimo, seis meses antes, ou seja, até abril do ano que vem.

Depois de receber o aval, o Instituto precisará contratar a banca organizadora e elaborar o edital para a publicação. Estes trâmites podem ocorrer de forma rápida, já que o concurso é esperado há anos e a autarquia enfrente uma grave falta de servidores.

O que estudar para concurso INSS?

Os interessados em realizar o concurso devem se preparar com antecedência. Para isso, contam com um direcionamento para os estudos.

pedido de concurso INSS enviado ao Ministério da Economia também revelou as disciplinas que serão cobradas, para cada cargo, caso o edital seja autorizado.

Desta forma, quem deseja ingressar como técnico ou analista do seguro social pode iniciar os estudos para as seguintes matérias:

  • Língua Portuguesa;
  • Raciocínio Lógico;
  • Informática;
  • Noções do Regime Jurídico Único;
  • Código de Ética do Servidor Público;
  • Direito Constitucional;
  • Direito Administrativo; e
  • Sistema de Seguridade Social.

Para o cargo de analista, no entanto, os exames ainda devem contar com perguntas de conhecimentos específicos, de acordo com a especialidade oferecida no edital.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.