27 de maio de 2024

Estudante de escola pública do AC tira 980 pontos na redação do Enem

A tão sonhada nota 1000 na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é um marco que muitos estudantes sonham em destacar em seus respectivos quadros de notas para, então, tentar uma vaga no ensino superior. A estudante acreana Maria Carolina Edith da Silva Monte, de 17 anos, “bateu na trave” com 980 pontos na redação do Enem 2021, e ao ContilNet, a jovem contou sobre a forma a que se preparou para lograr a este resultado.

Maria é oriunda de escola pública. Ela fez o ensino médio na escola José Rodrigues Leite e mesmo tendo feito a prova como treineira por duas vezes antes de 2021, disse que nunca imaginou que tiraria mais que 900 em uma redação do Enem.

“Fiquei surpresa com a nota pois nunca havia feito o Enem pra valer e achava que mais de 900 era algo muito distante da minha realidade”, comentou, pontuando que se preparou para o Enem estudando por um cursinho gratuito online.

Estudante disse que não esperava nota acima de 900 na redação. Foto: Arquivo pessoal.

Sobre o tema da redação, que discutiu sobre a “invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil”, a estudante comentou que, inicialmente, se sentiu perdida por não imaginar que algo parecido com o tema em questão fosse cair em uma prova dissertativa-argumentativa.

“Foi um tema inimaginável pra mim e primeiramente fiquei um pouco perdida sem ter muita certeza de como iria dissertar sobre, por ao longo do ano ter escrito sobre diversos assuntos, principalmente temas que violam os direitos humanos, assim como foi na redação do Enem. No final, consegui escrever bem”, frisou.

Mesmo com a nota alta, Maria ainda não sabe qual curso deseja buscar a vaga. No entanto, ela diz estar confiante e muito feliz pela nota que conseguiu tirar na redação. “Fiquei muito feliz e realizada com o resultado da nota de redação, valeu todo o esforço”, finalizou.

CORREÇÃO DA REDAÇÃO

A redação, de caráter dissertativa-argumentativa, é avaliada por, pelo menos, dois professores graduados em Letras de todo o país, que atribuem notas conforme as competências. Cada avaliador, que não tem contato com a nota do outro, deve atribuir de 0 a 200 para cada uma destas, totalizando 1000 com as cinco.

No final, são somadas as notas de cada professor e divididas por dois, que resulta na nota da redação. Ou seja, para gabaritar, é preciso ter tirado nota máxima pelos dois. Se as notas entre ambos forem muito divergentes, um terceiro corretor entra para fazer avaliação também.

As notas atribuídas pelos dois avaliadores iniciais podem apresentar discrepância caso tiverem diferença em mais de 100 pontos no total, ou superior a 80 pontos em qualquer uma das competências.

Confira abaixo as competências que são levadas em consideração no ato da avaliação, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep):

  • Competência 1: Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa.
  • Competência 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa.
  • Competência 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.
  • Competência 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.
  • Competência 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

ENEM

As notas, que estavam previstas para sair apenas na sexta (11), foram antecipadas para o dia 09 de janeiro, pegando muitos alunos de surpresa. A antecipação foi feita pelo ministro da Educação, Milton Ribeiro.

O Enem foi criado em 1998 para avaliar o desempenho dos estudantes que saem do Ensino Médio. Contudo, desde 2009, o exame acabou se transformando em um grande vestibular.

Atualmente, O Enem é o maior vestibular do Brasil, onde milhões de estudantes podem pleitear uma vaga no ensino superior por meio do Sistema de Seleção Unificada (SiSU), do Programa Universidade para Todos (ProUni) e do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

As inscrições para o SiSU já se iniciam na próxima terça-feira (15) e se encerram no dia 18 de fevereiro. Este ano, serão ofertadas 221.790 vagas, que já estão disponíveis para consulta. A Universidade Federal do Acre (Ufac) ofertará 1.830 vagas para 38 cursos.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost