21 de fevereiro de 2024

Ton: Marcus Alexandre ganha admiradores até no Republicanos – e críticas de Bittar

O ex-prefeito Marcus Alexandre pavimenta — a passos cegos, surdos e mudos — seu caminho rumo à prefeitura de Rio Branco. Ele não fala abertamente sobre o assunto, mas nos bastidores o jogo está sendo jogado.

Agora, a informação que chega é que até o presidente nacional do Republicanos, deputado federal Marcos Pereira, quer ter uma conversa de pé de orelha com o ex-prefeito. Marcos deve desembarcar no Acre para resolver questões envolvendo o disputado comando da sigla, que elegeu dois deputados federais na última eleição.

Atualmente, a sigla é comandada pelo grupo do senador Márcio Bittar (UNIÃO-AC). Senador este que acompanha cada passo das próximas eleições — e que foi procurado por este humilde jornalista para comentar o possível interesse do Republicanos.

“O Marcus Alexandre sabe que o PT está desgastado. E, em um movimento combinadíssimo com o Jorge Viana, se prepara para mudar de partido — logo em um momento onde o PT ganha presidente e muito poder. Aí eu pergunto: o que eles querem com isso?”.

Eu acho que sei a resposta: querem a Prefeitura de Rio Branco.

MARCUS E EDUARDO

Caso o senador Sérgio Petecão não consiga abrigar em seu partido, o PSD, o ex-prefeito Marcus Alexandre, já tem um plano: emplacar o vice na chapa. Uma pesquisa foi encomendada por um certo grupo político e me chamou atenção a presença de um certo nome: Eduardo Ribeiro.

BOCALOM FEDERAL

Uma fonte que transita na ala nobre de diversos partidos políticos me afirma sem gaguejar que tem um certo grupo que acredita ser veementemente capaz de convencer o prefeito Tião Bocalom a ir para o jogo de federal em 2026. Perguntei a essa fonte quem seria o líder desse grupo e recebi como resposta: “Cabeça grande”.

NÃO SUBESTIMEM

Não subestimem Tião Bocalom! O prefeito é um dos mais esforçados de todos os tempos, e em vários grupos experientes na política, acredita-se que Rio Branco só viu tantos esforços na época de Flaviano Melo.

A ESTRELA É O PREFEITO!

Bocalom melhorou — e muito — sua popularidade. O próximo passo, de acordo com pessoas que transitam na prefeitura, é cuidar mais da imagem, em um trabalho que já vem sendo bem feito e apresenta resultados. Acho que o prefeito poderia também realinhar com alguns secretários, que querem aparecer a todo custo. A estrela é o prefeito!

NÃO É PALANQUE

Secretário pode até ser um cargo político, mas não é palanque. Não misturem as coisas!

SENADOR GUIOMARD

Tive acesso a uma pesquisa que mostra a preferência do público em Senador Guiomard. E o que dizem sobre Gilson Pessoa — de estar bem mais à frente da atual prefeita Rosana Gomes e ter rejeição bem menor — não é bem assim. Rosana está no jogo.

DOSE DUPLA

E Rosana tem vantagem em dose dupla: na preferência do eleitorado e na estrutura, já que está no poder.

ANDRÉ MAIA

Um grupo de cabeças brancas colocou na cabeça: querem convencer o ex-prefeito André Maia a disputar a eleição na pequena Quinari.

GABRIELA C MARA

Outra que cresceu os olhos foi Gabriela Câmara. Sua mãe, a deputada federal Antônia Lúcia, já fala para quem quiser ouvir: “Ela será a próxima prefeita”.

GILSON PESSOA

Que o ex-prefeito Gilson Pessoa não conte com dinheiro vindo da maioria dos que o dizem apoiar, como o próprio Petecão. O senador foi modesto nos recursos que destinou até para a campanha da própria esposa, a vice-prefeita Marfisa Galvão. Não quero causar intrigas, quero apenas deixar registrado o aviso. E quem avisa, amigo é.

BATE-REBATE

– O leitor mais atento vai notar que nós temos vários políticos mudando até de ideologias para as próximas eleições (…)

– (…) Basta observar com calma.

– E não estou falando sobre mudar de posição, o que é comum e necessário principalmente em estados como o Acre, tão dependente de recursos federais (…)

– (…) Estou falando de ideologia.

– Quem anda próximo de Marcus, garante: ele em especial não quer nem saber mais de partidos de esquerda (…)

– (…) Uma conversa pode acontecer, a nível Brasília, com ninguém menos que o Republicanos.

– Só não me perguntem o que eu acharia mais aleatório: ver Marcus colega de partido de Roberto Duarte e Antônia Lúcia, ou de Emerson Jarude e irmãos Rocha.

– “Será muito bem-vindo aqui” (…)

– (…) De um bolsonarista convicto sobre Marcus no MDB (…)

– (…) Partido este que está dividido em três: a ala Marcus, a ala Jarude e a ala Gladson!

PUBLICIDADE