21 de fevereiro de 2024

Ninfoplastia: o que é a cirurgia da região íntima feita por Gretchen

Cantora, de 64 anos, se submeteu ao procedimento na semana passada; entenda

Recentemente, Gretchen, de 64 anos, fez um procedimento estético na região íntima. “Gente, a doutora deixa a ‘menina’ toda bonitinha, toda sorridente”, avisou a cantora antes de realizar a cirurgia, que é feita através da radiofrequência, que retrai os pequenos e grandes lábios da região íntima.

A cirurgia não tem corte e pode ser feita com anestesia local. “As mulheres têm vergonha de falar desse assunto. Gente, não pode. Os tratamentos estão aí pra serem feitos, usados para a gente se sentir mais feliz e com nossa autoestima incrível”, opinou Gretchen, que sempre compartilha nas redes os procedimentos que faz no corpo e no rosto.

Gretchen — Foto: Reprodução/Instagram

Gretchen — Foto: Reprodução/Instagram

Ninfoplastia

Segundo levantamento feito pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS), o Brasil registra 21 mil cirurgias plásticas por ano, o que coloca o país em primeiro lugar no ranking mundial. A ISAPS reúne dados de procedimentos cirúrgicos e não cirúrgicos desde 2013 e o país está no topo desde o início.

Famosas como Maíra Cardi, de 40 anos, Geisy Arruda, de 34, Deolane Bezerra, de 36, Gretchen e, recentemente Déa Lucia, de 75, mãe do ator Paulo Gustavo (1978 — 2021), já declararam ter feito a harmonização íntima.

Maíra Cardi fez ninfoplastia em 2020 — Foto: Reprodução: Instagram

Maíra Cardi fez ninfoplastia em 2020 — Foto: Reprodução: Instagram

Geisy Arruda fez ninfoplastia em 2012 — Foto: Cauê Garcia/CG Comunicação/Divulgação

Geisy Arruda fez ninfoplastia em 2012 — Foto: Cauê Garcia/CG Comunicação/Divulgação

Alta procura

O procedimento é o segundo mais realizado no Instituto Maiéve Corralo, no Rio de Janeiro, onde são realizadas cerca de trinta ninfoplastias por mês. Na clínica, o procedimento de harmonização íntima fica atrás apenas da cirurgia reparadora pós-bariátrica.

A cirurgiã plástica à frente do Instituto, Maiéve Corralo, explica o procedimento: ‘A ninfoplastia visa reduzir os pequenos lábios vaginais (lábios internos) ou corrigir possíveis assimetrias, ou seja, quando os lábios têm tamanhos diferentes. É minimamente invasivo e realizado em ambiente ambulatorial”, explica Maiéve.

Mulheres 30+

Embora a ninfoplastia seja realizada em pacientes de várias idades, a maioria das mulheres busca o procedimento após os 30 anos, de acordo com a especialista. Muitas vezes após a gestação, quando as mudanças no corpo são mais evidentes.

De acordo com a médica, a procura pela cirurgia aumentou mais de dez vezes após a pandemia. “A cirurgia é realizada com laser, portanto, não é necessário usar pontos nos pequenos lábios. Esse aumento na procura não ocorreu somente por estética, mas por sintomas funcionais, como candidíase de repetição, desconforto para usar calcinhas de renda, andar de bicicleta e na relação sexual. A idade mínima é 16 anos ou com encaminhamento de ginecologista”, afirma.

Dentre os principais benefícios, estão: bem-estar físico e emocional, diminuição do desconforto nos esportes e diminuição de candidíase de repetição.

PUBLICIDADE