20 de abril de 2024

“Casa, vai”, brinca Eli ao revelar acordo com Viih Tube para vuco-vuco

O ex-BBB contou, nos stories do Instagram, na noite de quarta-feira (21/2), que ele vai pra cama cedo com “segundas intenções”

Instagram/Reprodução

Vida de casados e com filhos pequenos não é fácil. E muita gente sabe disso. O que não avisam é que precisam fazer “acordo” para ter um vuco-vuco garantido. E é isso que acontece com Eli e Viih Tube. Na noite de quarta-feira (21/2), o ex-BBB usou os stories do Instagram para revelar a negociação entre ele e a esposa para que o “lero-lero”, como ele disse, fosse garantido.

“Acabou o dia por hoje, gente. Viu, nossa rotina é supernormal e nada glamourosa. Às vezes eu sumo porque eu faço muita coisa do dia a dia que acho chato postar todo dia a mesma coisa kkkkkk. Mas a realidade é essa: às 9h da noite, a gente já tá na cama pronto para dormir e eu na esperança do lero-lero kkkkkkkkk”, contou.

Em seguida, ele deu mais detalhes sobre o acordo com a mulher: “Pra quem não sabe, eu e a Viih temos um combinado: se eu tiver na cama às 9h da noite, tem lero-lero [relação sexual]. Se eu não tiver, não tem. kkkkkkk. Casa, vai kkkk”, brincou ele.

Logo depois, o ex-BBB revelou um papo com Viih Tube em que ela reclamava de que no dia anterior ela estava com “segundas intenções”, mas ele apagou. Na legenda, ele explicou: “A conversa kkkkkk. Ontem ela queria lero-lero e eu dormi assim que eu deitei na cama. Tava muito cansado. Chega 9h da noite não sou mais ninguém, ué. Kkkkk”.

Print Eli sobre intimidade com a esposa, Viih Tube - Metrópoles

Print Eli sobre intimidade com a esposa, Viih Tube - Metrópoles

Print Eli sobre intimidade com a esposa, Viih Tube - Metrópoles

Print Eli sobre intimidade com a esposa, Viih Tube - Metrópoles

Durante a conversa com a influenciadora, ela disse que ficar esperando o marido e ele dormir era “humilhação”. Ainda em tom de brincadeira, Eli revelou: “Ela acha que foi humilhação. Tô lembrando a ela quantas humilhações ela já me fez passar só nesses últimos meses kkkkkkkkk”, encerrou.

Planos para um segundo filho

O ex-BBB Eliezer revelou, no início de setembro, que ele e Viih Tube já têm planos para aumentar família. Ao responder algumas perguntas de internautas, nos stories do Instagram, o designer foi questionado quando vem um segundo bebê. Sincero, ele abriu o jogo e contou que o casal já tem até uma data para dar um irmãozinho ou irmãzinha para Lua Di Felice, na época com quatro meses de vida.

“Estamos planejando para engravidar daqui a seis meses”, contou Eliezer.

Eliezer fala sobre paternidade: “Pai é pai”

Eliezer e Viih Tube tem mostrado aos fãs todos os momentos que passam ao lado da filha, Lua, hoje com 10 meses. E, na tarde do último dia 27, o ex-BBB resolveu fazer um desabafo no Instagram sobre o papel do homem na vida da mulher e na criação dos filhos.

“Pai não é rede de apoio! Pai é pai. Esse é um questionamento que muitas pessoas ainda se fazem: ‘Qual é o papel do pai?’, ‘é ajudar no que consegue?’. A participação ativa dos homens ainda é vista como um ‘acontecimento’. Isso faz com que muitas pessoas vangloriem aqueles homens que atuam ativamente, exercendo a paternidade da forma compartilhada”, começou ele.

Logo depois, Eli falou reforçou que a responsabilidade com a criança é dos dois: “O que ajuda algumas pessoas (principalmente mulheres) acharem que a atuação do pai seja mais como uma ajuda e não, de fato, responsabilidade. Por isso é importante entender que parentalidade engloba a função materna e a paterna, independente dos gêneros”.

E continuou: “E tem mais: é fato que a participação e o envolvimento paterno dependem, ainda, da experiência daquele homem como filho de seu pai. Enquanto a participação da mãe nos cuidados da bebê é obrigatória”.

No fim, o ex-BBB esclareceu o que significa, na real, uma rede de apoio: “Acredito que já evoluímos muito em relação a isso. Mas, ainda sim, é muito importante trazer essa pauta e deixar muito claro ‘pai não é rede de apoio’. Rede de apoio inclui a família extensa, os amigos, colegas de trabalho, relações comunitárias e serviços de saúde, de credo religioso ou político, incluindo tanto as relações íntimas como aquelas ocasionais. mas o pai não. Pai é pai”.

Os seguidores do influenciador concordaram com seu posicionamento: “Pessoal parabenizando uma coisa que é obrigação. Tenso”, disse um. “Pena que é tão difícil dos homens pensarem assim. Uma cultura machista, criada por mulheres submissas e dependentes financeiramente dos homens. Isso tá mudando… E é de grande ajuda termos pessoas como você, que normalize e equilibre as responsabilidades”, elogiou outra. “Se todos os pais tivessem o mesmo amor que você tem pela Lua não teriam tanta crianças abandonadas”, afirmou uma terceira.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost