29 de maio de 2024

Creatina: o que acontece com o corpo quando se toma todos os dias

A creatina é usada por praticantes de atividades físicas e está se popularizando fora das academias devido aos seus benefícios à saúde

A suplementação com creatina é bastante popular entre os praticantes de atividades físicas e, ultimamente, também tem sido recomendada para pessoas acima dos 50 anos.

Gettyimages

Formada pelos aminoácidos glicina, etionina e erginina, a creatina é produzida naturalmente pelo organismo, usando a alimentação como fonte. Durante o dia, conforme executamos as atividades diárias, as reservas são gastas e precisam ser respostas via alimentação ou suplementação.

Para que serve a creatina?

A creatina funciona como fonte de energia para as células musculares. A suplementação auxilia no processo de construção e manutenção muscular, aumentando a força para a realização de exercícios de resistência e de alta intensidade. O consumo do suplemento também facilita a recuperação no pós-treino. Como resultado, os usuários aumentam a massa muscular mais rapidamente.

A nutricionista Luiza Franco, da clínica Consciência Nutricional, de Brasília, explica que a creatina age na via ATP-CP (sistema anaeróbico aláctico), dando energia a mais para os exercícios.

“A ‘falha’ no meio de um exercício físico indica que o estoque de ATP daquele músculo está acabando. Quando os estoques estão adequados, a falha demora mais para acontecer”, explica a especialista.

Além disso, pesquisas mostram que a creatina ajuda no desenvolvimento cognitivo e na prevenção da sarcopenia, processo de diminuição da massa magra que acontece com o envelhecimento.

creatina em pó e comprimido em cima de uma bancada espalhada - Metrópoles

Sport Life/Reprodução

Por que usar creatina diariamente?

É importante saber que a creatina atua de forma crônica, e não imediata. Os efeitos só começam a ser sentidos em aproximadamente três semanas.

Beatriz explica que o uso do suplemento deve ser diário, inclusive nos dias em que não se pratica atividade física, para que os estoques necessários do organismo sejam alcançados.

Contraindicações

Estudos mostram que a creatina é um suplemento seguro, que não oferece riscos à saúde, mas precisa ser tomada de maneira correta.

A prescrição da quantidade varia de acordo com as características de cada pessoa e deve ser feita por um profissional de saúde.

A nutricionista Luíza Franco esclarece que a creatina não engorda ou incha quem a consome. Na realidade, ela provoca retenção muscular, aumentando a água dentro do músculo. “Faz diferença na balança, mas não é retenção de gordura ou de líquido corporal. É dentro do músculo que isso acontece”, afirma.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost