25 de maio de 2024

Estudante de enfermagem acusa ex por agressão e de apontar arma para delegado da PF que tentou ajudá-la

Palu Vitória acusa o ex-marido, Luís Américo, de ter dado uma coronhada nela durante briga no último dia 2

A estudante de enfermagem Palu Vitória Maia, de 21 anos, denunciou à polícia o ex-marido, Luis Américo, por agredi-la com socos, chutes e coronhada. A briga ocorreu no último dia 2 em um condomínio de Rio Branco e acabou envolvendo o delegado da Polícia Federal, Fares Feghali.

O delegado é vizinho do ex-casal e teria tentado ajudar a estudante. Já Luis Américo alega que o Feghali sacou a arma para ele e acusa a ex-mulher de ter um caso com o delegado. Veja detalhes abaixo.

Segundo a vítima, as agressões iniciaram quando ela tentou retirar os pertences de dentro do apartamento e pediu auxílio ao delegado. Ela fez exame de corpo de delito e pediu medida protetiva contra o ex-companheiro. Os dois estavam juntos há quatro anos e, conforme Palu, o relacionamento era conturbado e ela descobriu várias traições de Luís enquanto os dois estavam juntos.

Foto: Arquivo Pessoal

O delegado Fares Feghali negou qualquer envolvimento amoroso com a estudante. Em um comunicado enviado ao g1, ele argumenta que teve um revólver calibre 38 apontado em sua direção, conseguiu desarmar Luís Américo e os dois brigaram. (leia a íntegra no final do texto)

“Reafirmo que agi em perfeita obediência na lei e na tentativa de proteger uma vítima que poderia neste momento estar morta, que o material coletado e a medida protetiva em favor de Palu demonstram que o agressor poderia ter, efetivamente, assassinado sua ex-esposa, caso não tivesse sido contido por mim”, pontuou.

Foto: Arquivo Pessoal

Estudante diz que descobriu traição no dia da briga

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost