24 de maio de 2024

Flamengo pode perder Gabigol, suspenso por tentar fraudar antidoping, ‘de graça’? Entenda

O contrato do flamenguista se encerra em dezembro

A união entre Gabigol e Flamengo pode acabar. Suspenso por tentar fraudar exame antidoping, o atacante recebeu punição de dois anos sem poder jogar, mas cumpriria apenas de abril deste ano até abril de 2025, já que o julgamento demorou um ano para acontecer. O contrato do flamenguista, porém, se encerra em dezembro. A partir de junho, ele já poderá assinar um acordo com outro clube.

Caso firme um pré-contrato, o Flamengo não terá o que fazer ao final da temporada e perderá o jogador de graça. Em 2020, o clube pagou 16 milhões de euros (R$ 86 milhões, na época) à Inter de Milão pela compra definitiva do atleta.

A maneira de evitar isso seria renovar antes dos seis meses derradeiros de contrato, o que não está nos planos do Flamengo, segundo o presidente Rodolfo Landim.

“O contrato do Gabriel termina dia 31 de dezembro. A partir do dia 1º de junho, ele tem liberdade de assinar com qualquer outro clube.

O Flamengo, historicamente, já demonstrou que leva o contrato dos jogadores até o fim e renova no final. Fizemos isso com o Diego Ribas, Diego Alves, Filipe Luís, Bruno Henrique, e eles renovaram com o Flamengo.

Aconteceu, por exemplo, que o Everton Ribeiro, a gente fez uma proposta e ele recebeu uma oferta melhor no mercado. Não conseguimos igualar essa proposta e desejamos sorte para ele”, declarou Landim em entrevista à Rádio CBN no último domingo.

Aos 27 anos, Gabigol despertou interesse do Corinthians na última janela de transferência, mas o negócio estava além da capacidade financeira do clube.

Outro possível interessado seria o Palmeiras, que não terá Endrick a partir de junho, quando o jovem completa 18 anos e se apresenta ao Real Madrid.

Wagner Meier/Getty Images

Ainda assim, Landim defende que esperar o final do ano para renovar não se trata de abdicar do atacante.

“Não estamos abrindo mão, só não seremos reféns de um valor qualquer arbitrado por ele, muito acima do mercado, para renovar. Foi esta a principal razão pela qual não renovamos no passado. E nenhum jogador perderá mais se não tiver o contrato renovado do que ele, exatamente por ser um grande ídolo. A perda de imagem que terá e se refletirá por toda a sua vida será brutal, não tenho dúvida disso”, opinou Landim na entrevista.

Uma renovação chegou a ser discutida ano passado. O acordo seria válido até dezembro de 2028, com valorização salarial, já que o jogador recebe o mesmo valor desde a compra definitiva feita em 2020.

A diretoria flamenguista, porém, vetou o acordo. Um dos motivos foi o tempo de contrato em relação ao desempenho do jogador, que já não vinha sendo titular no time.

Gabigol foi suspenso acusado de dificultar a realização dos processos de exame no dia 8 de abril de 2023, em uma operação de “doping surpresa” feita pela Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD).

A defesa do atacante entrou com um efeito suspensivo junto à Corte Arbitral do Esporte (CAS), na Suíça. O pedido é para que ele possa jogar enquanto não tem o recurso definitivo julgado.

Foi assim, por exemplo, que Paolo Guerrero conseguiu jogar a Copa do Mundo de 2018 mesmo após ser suspenso por doping.

A segunda peça a ser enviada à CAS vai tentar anular a suspensão. A peculiaridade dessa apelação, no entanto, é que ela tem efeito devolutivo total.

Ou seja, Gabigol tanto pode ter a pena retirada como pode ser condenado à punição máxima de quatro anos de suspensão.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost