26 de maio de 2024

Há 8 anos, Acre perdia padre Paolino Baldassari: “Um santo homem que passou pela Terra”

De origem Italiana e membro da Ordem dos Servos de Maria, padre Paolino desempenhou ações que ficaram marcadas para sempre

Foi no dia 8 de abril de 2016 que o Acre perdeu um dos maiores símbolos religiosos de sua história. Trata-se do padre Paolino Maria Baldassari que tinha 90 anos de idade. Ele estava internado há vários dias na UTI do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb) tentando restabelecer seu quadro de saúde, porém, não foi possível.

De origem Italiana e membro da Ordem dos Servos de Maria, padre Paolino desempenhou ações que ficaram marcadas para sempre na cidade de Sena Madureira, interior do Acre. Além do trabalho religioso, promoveu ações de cunho social e educativo que abrangeram principalmente os cidadãos mais necessitados da sociedade.

Padre Paolino morreu em 8 de abril de 2016/Foto: Reprodução

Desobrigas nos rios de Sena Madureira

Durante longos anos, ele encarou as inúmeras dificuldades da Amazônia e chegou aos mais distantes seringais com as chamadas “desobrigas”. Tal viagem chegava a durar mais de um mês. Com isso, padre Paolino levava a evangelização aos ribeirinhos isolados, promovia batismo, casamentos e também distribuía remédios.

Nesse trabalho pelos rios, sofreu várias alagações em seu barco. Também pegou malária por diversas vezes, mas conseguiu vencer todas as adversidades e atender, com presteza, os ribeirinhos.

Arraial do mês de maio

“Quem dá mais pela linda galinha?”. Essa frase ficou marcada na memória da população de Sena Madureira, proferida todos os anos pelo padre Paolino, durante o arraial, evento que teve sua idealização.

Durante todo o mês de maio, do dia 1º ao dia 31, o arraial é promovido no pátio da igreja católica. Com o recurso arrecadado, a igreja católica investe em obras sociais tanto na zona urbana quanto na rural.

Arraial da Igreja Católica de Sena Madureira/Foto: ContilNet

Consultas e entrega de remédios gratuitamente para a população

Padre Paolino Baldassari mantinha na igreja católica Nossa Senhora da Conceição um consultório. Todos os dias, dezenas de moradores compareciam para ser atendidos e recebiam medicamentos gratuitamente. Nesse sentido, padre Paolino chegou a receber ajuda da Itália, de familiares, para comprar os remédios.

Além disso, fez a doação de uma área de terras, situada na estrada de Manoel Urbano para a implantação em Sena Madureira da Fazenda da Esperança. O local atende pessoas com problemas ligados às drogas ilícitas e ao alcoolismo.

Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Sena Madureira/Foto: Juan Diaz/ContilNet

Depoimentos

Juza Bispo, morador de Sena Madureira e que conviveu com o padre Paolino: “Foi uma grande perda para a nossa comunidade. O médico da floresta, o profeta dos povos ribeirinhos, dos indígenas, um profeta da nossa comunidade. Foi um grande homem que deixou seu legado, seus ensinamentos. A gente lembra com muita saudade. Um santo homem que passou aqui pela terra. O próprio Papa autorizar o processo de beatificação é porque ele contribuiu muito para os moradores que não tinham vez e voz. Foi uma pessoa muito especial para mim e para a minha família. Ele me batizou, me casou e batizou netos meus. Convivi com esse homem e aprendi muito com ele”.

Professora Maria Bomfim: “Lembramos sempre dos seus ensinamentos e amor aos mais necessitados. Recordar o frei Paolino é termos em mente uma figura que se preocupou com a saúde do seu povo, com a formação das comunidades, construiu várias escolas, preocupação também com o meio ambiente, com a defesa da Amazônia e da vida em sua plenitude. Enquanto lembrarmos de suas ações, sua dedicação, seus serviços e amor ao próximo, ele permanecerá conosco, vivo entre nós”.

Fidelis Amorim: “Todos os momentos, a gente relembra com emoção. O padre Paolino só deixou coisas boas. Deus nos deu a oportunidade de conviver com ele”.

O frei Zezinho Rosas, atual pároco de Sena Madureira, também falou sobre a perda do amigo. “Ele foi o pivô da minha vocação. Foi um grande missionário, não chego nem aos seus pés. Padre Paolino foi um grande exemplo para todos nós”.

Nesta segunda-feira (8) é feriado municipal em Sena Madureira por força de uma lei aprovada na Câmara Municipal.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost