25 de maio de 2024

Homem apontado como líder de facção que atua no Acre é condenado a mais de 280 anos de prisão

O Ministério Público do Acre pediu que homem fosse extraditado e levado a presídio de segurança máxima

Jesuilson Pereira Gomes foi condenado a mais de 280 anos de prisão, pelo Tribunal do Júri de Brasiléia. O homem atuava como parte dos líderes de uma organização criminosa que tinha atuação no Acre.

O homem era réu em nove processos diferentes, e foi extraditado ao Acre, pois estava detido na Bolívia, sendo entregue ainda no fim de 2023. Os julgamentos aconteceram no decorrer desta última semana.

Em sete dos processos haviam provas de que Jesuilson era líder da organização criminosa e que atuava nas atividades logísticas dos membros, sendo responsável pelo armamento e ordens de execução do grupo, mesmo depois de detido. Os outros dois processos se referem a homicídios cometidos no ano de 2018, antes de ser capturado pelas forças policiais do país vizinho.

O homem foi condenado a mais de 280 anos de prisão/Foto: Reprodução

Através de quebra de sigilo telefônico, a Polícia Civil conseguiu identificar como se organizava a facção criminosa enquanto Jesuilson esteve preso na Bolívia.

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) solicitou que a transferência do homem fosse realizada para um presídio de segurança máxima no Brasil. A Justiça Federal realizará os trâmites da solicitação feita pelo MP.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost