28 de maio de 2024

Ministra anuncia liberação de recursos para construção do Anel Viário de Brasiléia; entenda

Ministra também anuncia recuperação de 200 quilômetros na BR-364

A ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet, disse, nesta terça-feira (8), em Rio Branco, que em maio haverá nova licitação para o Anel Viário de Brasiléia. “Trata-se de uma obra pequena, de R$ 9 milhões, cujos recursos já estão liberados pelo Ministro dos Transportes”.

Ministra Simone Tebet em agenda no Acre/Foto: Juan Diaz/ContilNet

A ministra lembrou que a obra Brasiléia é importante para a proposta de integração do governo Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo ela, no início do Governo, Lula se reuniu com presidentes e chefes de poderes de todo o país e reafirmou compromissos de retomada de integração da América Latina.

Tebet lembrou ainda que uma das novas rotas será a de Guajará Mirim, em Rondônia, que incluirá a construção de uma ponte no valor de R$ 430 milhões sobre o Rio Madeira, na divisa do Brasil com uma Bolívia.”É uma dívida do governo brasileiro com a Bolívia, que remonta o tempo da conquista do Acre em relação a Bolívia”, disse a ministra.

Simone Tebet anunciou recursos para a construção do Anel Viário de Brasiléia/Foto: Juan Diaz/ContilNet

Segundo ela, o ministro Renan Filho, do Transporte, também mandou anunciar a liberação de recursos para recuperação de 200 quilômetros na BR-364, na integração dos vales do Acre e do Juruá.

“A possibilidade de uma nova rota comercial e de integração no Brasil ligando o território nacional ao Peru, “não é apenas mais um sonho”. A ministra, ao lado do colega Silvio Costa Filho, dos Portos e Aeroportos, participa no Acre de um seminário sobre uma proposta de integração dos oceanos Atlântico e Pacífico, no Peru.

Tebet fez uma apresentação sobre uma carteira de financiamento da qual o Brasil pode oferecer até R$ 7 bilhões para países concluírem obras em suas nações. “Paralelo a isso, para não ficarem naquele discurso de que o Brasil financia obras no exterior, podemos anunciar que o Brasil tem, através do BNDES, para financiar obras complementares no Brasil”, disse
Na apresentação, a ministra mostrou projetos de novas rotas, incluindo as hidroviárias,

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost