25 de maio de 2024

Polícia já prendeu 14 pessoas acusadas de ajudar na fuga de acreanos em Mossoró; veja quem são

Os dois estavam em um carro e foram encontrados após trabalho do Serviço de Inteligência do Rio Grande do Norte

As investigações sobre a fuga dos acreanos Deibson Cabral Nascimento e Rogério da Silva Mendonça, que foram recapturados após fugir do Presídio de Segurança Máxima de Mossoró, já resultaram na prisão de 14 pessoas envolvidas na fuga, dessas, nove delas continuam presas.

Outros quatro foram presos juntos com os fugitivos/Foto: Reprodução

De acordo com as investigações do Ministério Público Federal (MPF), Nicolas Rodrigues Alves, vulgo Deputado, é apontado como o principal articulador e organizador suspeito de orquestrar a fuga dos dois acreanos. Ele ainda é acusado de ter fornecido armas de fogo para Diebson e Rogério.

A recaptura foi anunciada pela Polícia Federal após 50 dias de caçada na divisa dos estados do Rio Grande do Norte e Ceará e que consumiram pelo menos R$ 2,5 milhões de custos.

CONFIRA MAIS: Suspeitos de ajudarem acreanos fugitivos de Mossoró são soltos após decisão da justiça

Os acreanos foram recapturados pelas forças de segurança após mudança de estratégia de inteligência nas buscas, com condução da Polícia Federal. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) também estava participando das ações para encontrar os homens.

Os dois estavam em um carro e foram encontrados após trabalho do Serviço de Inteligência do Rio Grande do Norte.

Veja os nomes dos acusados e a participação de cada um:

Quadro mostra a participação de cada suspeito/Foto: MPF

Nicolas Rodrigues Alves (Deputado)

Segue preso no Ceará. Ele é acusado de fornecer armas aos fugitivos e é apontado como principal organizador da fuga;

Jânio Gleidison Carneiro

Segue preso no Rio Grande do Norte. É acusado de levar armas do Ceará até o Rio Grande do Norte, a pedido do ‘deputado’.

João Victor Xavier (Qualidade)

Foi preso no Ceará, mas depois foi solto. É apontado como um dos principais aliados do deputado. Também é acusado de transportar armas para os acreanos.

Ronaildo da Silva

Acusado de dar abrigo e comida aos fugitivos. Estava preso no Rio Grande do Norte, mas foi solto.

Johnney Weyd Nascimento da Silva

Irmão de um dos fugitivos. Foi preso pela Força Integrada de Combate ao Crime Organizado no Acre (FICCO/AC).

RELEMBRE: Polícia prende irmão de um dos fugitivos da penitenciária federal de Mossoró

Eduardo Alcântara da Silva

Ele foi preso no Pará acusado de fornecer uma embarcação aos fugitivos, no trajeto do Ceará ao Pará.

Manassés da Silva

Também foi preso no Pará acusado de fornecer uma embarcação aos fugitivos, no trajeto do Ceará

José Gustavo Farias (Gugu) e a namorada, Joana Melissa

Os dois são suspeitos de ajudar na fuga dos fugitivos. Ela, inclusive, é acusada de comprar roupas para que os acreanos usassem e disfarçassem durante a fuga.

O MPF ainda investiga Raissa Forte de Brito. O documento não aponta qual seria a participação dela na fuga.

Os ‘seguranças’ dos fugitivos

Na hora da captura, a Polícia prendeu os dois acreanos com outras 4 pessoas, acusadas de fazer a escolta dos fugitivos. São eles:

Eliezer Bruno Pacheco dos Santos
Italo Santos Sena
Juarez Pereira Feitosa
Jefferson Augusto Magno Favacho

Eles seguem presos no Pará.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost