18 de junho de 2024

Badauí, do CPM 22, manda recado para haters: “Eu bloqueio e f*da-se”

O cantor Badauí, da banda CPM 22, rebateu haters ao escrever a faixa Covarde Digital, do novo álbum Enfrente

A banda de rock CPM 22 lançou recentemente um novo álbum intitulado Enfrente. O disco aborda temas da atualidade, como pandemia, questões políticas e redes sociais. O vocalista Badauí aproveitou para mandar um recado para os haters ao escrever a faixa Covarde Digital.

“O cara que fica lá, de pijama, muitas vezes tem 18 anos, nunca viveu nada e fica enchendo o saco. Opinião tem que ter, as pessoas têm que debater com argumentos e troca de ideia. Não quem fala mais alto, quem xinga de graça”, explicou Badauí, em entrevista ao Splash UOL.

Ele, então, continuou: “Sou um cara que luta pela descriminalização da maconha, […] pela paz que isso traria, tirando ela desse contexto de guerra falida às drogas. […] A pessoa não discute, fala assim: ‘Você é um maconheiro de merda que colabora com tráfico.’ […] É para esse tipo de gente limitada, que tem um cérebro limitado e não consegue trocar argumentos…”.

O cantor ainda disse que costuma descarregar suas frustrações nas músicas, além de bloquear os haters. “É a melhor maneira possível. Não tenho tempo para discutir. Isso me envenena, me traz coisa ruim, faz mal pra minha alma. Eu bloqueio e f*da-se. É igual um pernilongo, você mata e já era. Nunca mais vai ver.”

Questionado sobre a ascensão de outros gêneros, como o sertanejo e funk, nas paradas musicais, Badauí afirmou que o rock segue na ativa e tem fãs leais. “O rock viveu às margens de outros estilos em vários momentos. Já sabemos lidar com isso. […] Estamos aqui no nosso rolê. Quando precisarem do rock, estaremos aqui.”

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost