Rio Branco, Acre,





Foto capa

Pimenta no Reino

Jorge Viana, Marcus Alexandre e Raimundo Angelim desmentem que estejam de saída do PT


Nota de esclarecimento foi publicada nas redes sociais e endereçada a Astério Moreira

Foto capa ARCHIBALDO ANTUNES, DO CONTILNET

Réplica

O colunista político Astério Moreira, do site ac24horas, recebeu uma resposta às suas afirmações segundo as quais o ex-senador Jorge Viana, bem como o ex-prefeito de Rio Branco Marcus Alexandre e o também ex-deputado federal Raimundo Angelim estariam de saída do Partido dos Trabalhadores (PT).

Tempo

Os três petistas afirmam não ter discutido, tratado ou pensado “nessa história de sair do nosso partido”. E pediram “um pouco de paz nessa hora, tendo em vista o resultado adverso das eleições”.

Feridas abertas

De acordo com a nota, até mesmo eventuais avaliações sobre a eleição de outubro do ano passado serão feitas mais à frente, quando as ‘feridas cicatrizarem’.

Responsabilidades

“Sabemos da responsabilidade que temos, de quantas pessoas nos confiaram apoio e agora esperam nossas manifestações sobre as eleições. Somos gratos a todos que sempre nos ajudaram, aos partidos da Frente [Popular do Acre], ao PT”, diz o texto.

Blábláblá  

Há um trecho em que Jorge, Marcus e Angelim fazem um rápido mea culpa para em seguida voltarem à ladainha sobre a ‘boa política’ e o que os governos do PT fizeram de bom pelo povo do Acre e do Brasil…

Infundado

“Por isso, pedimos a você que nos tire desse noticiário que não se sustenta em fundamentos. São apenas especulações pós eleitorais (sic), que fazem parte da rotina dos jornalistas e dos que seguem nas articulações políticas”, afirma a mensagem, que pode ser lida na íntegra ao final da coluna de hoje.

Bem na foto

O deputado federal reeleito Alan Rick (DEM-AC) tirou uma foto com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ/de camiseta polo), e com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP/de terno e sem gravata).

Time do Democratas

Além deles posaram Alexandre Leite (DEM-SP), Efraim Filho (DEM-PB), Prof. Dorinha (DEM-TO) e Gaguim (DEM-TO).

Musculatura

“Nossa força aumenta muito também na Câmara e no Senado [após a eleição de Maia e de Alcolumbre, respectivamente]. O DEM comanda as duas casas no governo do presidente mais popular do Brasil”, disse à coluna o deputado reeleito pelo Acre.

Três ministros

Além disso, o partido de Alan Rick mantém três ministros no governo Jair Bolsonaro (PSL): Luiz Henrique Mandetta (Saúde), Tereza Cristina (Agricultura) e Onyx Lorenzoni (Casa Civil).

O improvável aconteceu  

O mais interessante é que o Democratas assume o Senado com a quarta maior bancada (num total de seis senadores) – empatado com PT e PP – e a 11ª bancada na Câmara (com apenas 27 deputados).

Burros n’água

Criado a partir de uma dissidência do PDS, o antigo PFL foi rebatizado de DEM em 2007. Era o auge da popularidade do PT e do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que em 2010 haveria de defender, em um comício, a “extirpação” do Democratas, ao qual atribuía o epíteto de “partido do ódio”.

A vida como ela é…

No encontro ocorrido no último sábado, após a vitória de Davi Alcolumbre para a presidência do Senado, os parlamentares do Democratas se lembravam do comício protagonizado por Lula – que atualmente está preso na carceragem da Polícia Federal em Curitiba enquanto o DEM comanda as duas Casas Legislativas em Brasília.

Íntegra da nota de Jorge, Marcus e Angelim

Caro Astério,

Tendo em vista teus comentários de hoje e de outro dia na tua coluna no Ac24horas, sentimos a necessidade de fazer um esclarecimento definitivo: não discutimos, não tratamos e não pensamos nessa história de sair do nosso partido. Tudo o que queremos é um pouco de paz nessa hora, tendo em vista o resultado adverso das eleições. Propusemos que até mesmo qualquer avaliação seja feita mais à frente, quando as naturais feridas de um processo como esse estejam cicatrizadas. Sabemos da responsabilidade que temos, de quantas pessoas nos confiaram apoio e agora esperam nossas manifestações sobre as eleições. Somos gratos a todos que sempre nos ajudaram, aos partidos da Frente, ao PT. Os tempos são difíceis. A crise se agrava. Mas nós queremos ser parte sempre da solução! Se cometemos erros para ter um resultado negativo como esse, certamente cometemos muitos. Somos os primeiros a reconhecer. Mas também reconhecemos o quanto foi negativa essa ação contra tudo de bom que os nossos governos fizeram nos últimos tempos pelo nosso povo. A boa política, que faz tanta falta agora, fez extraordinárias transformações no Brasil, no Acre e na nossa Rio Branco, e é só com ela que vamos trazer de volta o sonho e a esperança de dias melhores para todos. Tudo o que fizemos por Rio Branco e pelo Acre, nos nossos governos, foi fruto das oportunidades que tivemos. Por isso, pedimos a você que nos tire desse noticiário que não se sustenta em fundamentos. São apenas especulações pós eleitorais, que fazem parte da rotina dos jornalistas e dos que seguem nas articulações políticas. Mas pedimos compreensão ao nosso recolhimento temporário e ao nosso silêncio, também temporário. Agora é hora do protagonismo dos que ganharam, é hora também de eles prestarem contas para aqueles que os elegeram. 

Cordialmente,
Angelim
Marcus Alexandre 
Jorge Viana

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários

Outras Notícias