Rio Branco, Acre,





Governo boliviano abre guerra com narcotraficantes próximo à fronteira com Brasil


Exército apreendeu pelo menos 130 pequenos aviões e as operações vão continuar pelo tempo necessário, disse o presidente

TIÃO MAIA, DO CONTILNET

O governo do presidente da Bolívia, Evo Morales, resolveu endurecer contra o narcotráfico na região do Departamento de Beni, próximo à fronteira com o Brasil, e pelo menos 130 aviões monomotores e bimotores que seriam utilizados por traficantes foram apreendidos na região desde o último domingo (16). Na manhã desta segunda-feira (17), os aeroportos de Trinidad e Santa Ana de Yacuma, no estado de Beni, estão fechados para pouso e decolagem e pelo menos 200 homens do Exército da Bolívia ocupam a região.

Militares do Exército ocupam o outro lado da fronteira/Foto: ascom

A operação começou a partir da apreensão de um avião com cerca de 500 quilos de cocaína que decolaria de uma pista clandestina com destino ao Brasil e ao Paraguai, onde a droga seria distribuída.

Ao menos 30 hangares do aeroporto de Trinidad e 10 de Santa Ana foram fechados para uma vistoria. Cerca de 80 aviões passaram por vistoria minuciosas na capital de Beni, outras restantes seriam nos municípios.

A imprensa boliviana registrou em maio deste ano declarações do presidente Evo Morales informando que em Beni narcotraficantes dominam as comunidades, municípios e que os acontecimentos estavam sendo acompanhados pelos comandos policiais do País. De acordo com o presidente, as operações continuar pelo tempo que for necessário.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários






Outras Notícias

Veja Também