Rio Branco, Acre,


PM acaba com culto religioso após denúncia de perturbação sonora na capital

O fiéis estavam aglomerados e sem máscaras; a realização de cultos está proibida por decreto

Após uma denuncia anônima, a Polícia Militar do Estado do Acre (PM-AC), se deslocou a uma residência na Rua Benzinho, bairro Esperança, em Rio Branco pra acabar com a realização de um culto clandestino.

A realização de eventos religiosos está proibida por decreto estadual desde março. Segundo informações obtidas no mês passado, a reportagem do ContilNet apurou que um pastor de uma denominada igreja da cidade, alugou uma casa para fazer os cultos semanais que ocorrem em dois horários diferentes. No entanto, sem alvará de funcionamento.

PUBLICIDADE

Ao chegar no local, os PMs sugeriram que os religiosos encerrassem a realização do culto e, diminuísse o volume da caixa de som que estava causando perturbação sonora.

Além da perturbação aos moradores, a maioria dos fiéis se encontravam sem máscaras e demais recomendações para evitar o contágio da doença.

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

× Faça sua denúncia